Transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva?

Transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva é um uma condição de saúde mental em que a pessoa é extremamente perfeccionista, tem necessidade de ordem e de controle sobre as pessoas ao seu redor.

PUBLICIDADE

É diferente do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). Enquanto no TOC a pessoa tem pensamentos fora de seu controle, mas que ela gostaria de evitar, quem tem transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva não percebe que seu padrão de pensamento é problemático. A pessoa acredita que seu perfeccionismo e necessidade de controle são pensamentos certos, e que todas as pessoas estão agindo de forma errada.

Causas

Não se sabe ao certo quais são as causas do transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva. É muito provável que o fator genético esteja envolvido, mas há fortes indícios do fator ambiental no aparecimento desse transtorno.

É muito provável, por exemplo, que pessoas com transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva tenham tido pais controladores ou distantes, o que fez com que na infância, ela se sentisse no dever de ser uma criança perfeita ou perfeitamente obediente. Outro fator ambiental que parece influenciar no transtorno é crescer em uma sociedade ou religião autoritárias.

Fatores de risco

Nos Estados Unidos, o transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva ocorre duas vezes mais em pessoas do sexo masculino do que em pessoas do sexo feminino.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Sintomas

Sintomas de Transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva

A pessoa com transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva em geral apresenta:

  • Perfeccionismo exacerbado, que pode impedila de finalizar tarefas
  • Frugalidade extrema com o dinheiro
  • Necessidade de ser extremamente pontual
  • Foco acima da média no trabalho, acima da família e amigos
  • Falta de capacidade de compartilhar ou delegar trabalho às pessoas
  • Dificuldade em deixar objetos de valor sentimental
  • Preocupação com planejamento, regras, listas e organização
  • Cumprimento rígido a códigos morais e éticos

Pessoas com transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva tem dificuldade em expressar seus sentimos e em ter ou manter relacionamentos próximos. Por terem obsessão por perfeccionismo, podem ser ineficientes no trabalho, apesar de serem muito trabalhadores.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Em geral, a pessoa que tem transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva não percebe que tem um problema, e procura ajuda médica quando seus traços de personalidade começam a lhe causar dificuldades no dia a dia. Em geral, tem queixas como ansiedade, depressão, dependência química ou outras questões menos ligadas à personalidade em si.

Mas caso você desconfie que tem algum transtorno de personalidade, como o transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva, o ideal é buscar pela ajuda de um psiquiatra, o melhor especialista para diagnosticar o problema.

Na consulta médica

O especialista que pode diagnosticar um transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva é:

  • Psiquiatra

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Você é uma pessoa perfeccionista?
  • Você tem necessidade de seguir ordenações e padrões pré-estabelecidos? O quanto não segui-los te incomoda?
  • Você segue estritamente regras e códigos morais?
  • Você tem uma necessidade com ordem e padrões que são incontroláveis ou você não gostaria de sentir?

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar.

Diagnóstico de Transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva

Pessoas com transtornos de personalidade, como o transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva, em geral não percebem que tem um problema e tem queixas como ansiedade, depressão, dependência química ou outras questões menos ligadas à personalidade em si. Em geral, o médico precisa perceber sozinho que o paciente tem algum transtorno de personalidade por trás desses problemas. Como esses são critérios subjetivos, o diagnóstico se torna bem difícil.

Em geral, o especialista consegue perceber um quadro como o transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva quando ele tem contato com pessoas relacionadas ao seu paciente ou quando ele percebe que a maior parte dos problemas do pacientes são causados por eles mesmos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva

O tratamento do transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva em geral envolve mais a psicoterapia individual, focada em ajudar o paciente a tolerar melhor a incerteza e aceitar o mundo em que vivem. Muitas vezes, o tratamento pode ser aliado a medicamentos para depressão e ansiedade, caso o paciente apresente sintomas dessas comorbidades.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

Pacientes com transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva costumam vivenciar certo isolamento social, que pode levá-los à depressão ou ansiedade.

Expectativas

O mais comum é que os pacientes com transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva tenham uma boa resposta ao tratamento, que consegue mostrar ao paciente como seus sintomas afetam negativamente as pessoas ao seu redor.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Prevenção

Prevenção

A identificação de traços de personalidade obsessivo-compulsiva e oferta psicoterapia individual e de grupo antes de um agravamento do quadro pode ser fundamental para impedir uma progressão para o transtorno propriamente dito. Além disso, a prevenção e o tratamento dos outros transtornos psiquiátricos é fundamental para proteção desses pacientes com traços de personalidade obsessivo-compulsiva que são identificados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Fontes e referências

  • Manual Merck