Urticária

Visão Geral

O que é Urticária?

Urticária é uma reação alérgica comum que causa vergões vermelhos e salientes na superfície da pele e geralmente provoca coceira.

Causas

Quando uma pessoa apresenta uma reação alérgica, o corpo libera histamina e outras substâncias químicas na corrente sanguínea, o que provoca coceira, inchaço e outros sintomas. A urticária é uma reação alérgica que pode ser desencadeada por diversos fatores:

  • Alimentos, como frutos do mar, peixe, amendoim, nozes, ovos e leite
  • Medicamentos, como penicilina, ácido acetilsalicílico e remédios para controle da pressão arterial
  • Alérgenos comuns, como pólen, pelos de animais, látex e picadas de insetos
  • Fatores ambientais, como calor, frio, luz do sol, água, pressão sobre a pele, estresse emocional e exercícios físicos
  • Outros problemas médicos, como imunidade baixa, lúpus e outras doenças autoimunes, linfomas, distúrbios da tireoide, hepatite, mononucleose e HIV.

Fatores de risco

Você tem mais chances de adquirir urticária se:

  • Você já teve urticária antes
  • Você já teve ou tem outras reações alérgicas
  • Você tem algum outro problema que pode estar relacionado à urticária, como lúpus, linfoma ou alguma condição na tireoide
  • Você tenha algum parente com histórico de urticária ou outra reação alérgica comum.

Sintomas

Sintomas de Urticária

O principal sintoma de urticária é o surgimento de vergões na superfície na pele. Geralmente os vergões:

  • São vermelhos e salientes
  • Coçam intensamente
  • Tem formato oval
  • São pequenos, porém do tamanho suficiente para serem notados a uma distância considerável.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

É possível tratar alguns casos de urticária em casa, mas se os sintomas persistirem por mais do que alguns dias, a recomendação é que se procure ajuda médica para receber a devida orientação.

Busque ajuda médica, também, se você tiver dificuldade para respirar e para engolir.

Na consulta médica

Entre as especialidades que podem diagnosticar urticária estão:

  • Clínica médica
  • Dermatologia.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando seus sintomas começaram?
  • Os sintomas mudaram com o passar do tempo?
  • Os vergões em seu corpo coçam, queimam ou doem
  • Você costuma ter outras reações alérgicas?
  • Você já teve urticária alguma vez?
  • Você tem algum parente com histórico de urticária ou de outra reação alérgica comum ou similar?
  • Você toma medicamentos para algum outro problema de saúde? Quais? Em que dosagens?
  • Como é sua alimentação? Você come frutos do mar?
  • Você tem algum outro problema de saúde? Qual?

Diagnóstico de Urticária

Um exame físico geralmente basta para que o médico possa realizar o diagnóstico. Ele examinará o corpo do paciente em busca de vergões avermelhados e lhe fará perguntas a respeito do seu histórico médico e o de sua família.

Pode acontecer de o médico solicitar a realização de um exame de pele e de sangue para certificar-se de que se trata de urticária. Por último, uma biópsia da pele pode confirmar o diagnóstico.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Urticária

O tratamento pode não ser necessário se a urticária for leve, pois, nesses casos, ela pode desaparecer sozinha.

No entanto, caso seja necessário, o médico prescreverá alguns medicamentos específicos para tratar urticária. Entre eles estão anti-histamínicos, corticosteroides, drogas autoimunes e controladores de proteína no sangue.

Se a sua reação for grave, principalmente se o inchaço estiver na garganta, talvez seja preciso tomar uma injeção de emergência de epinefrina (adrenalina) ou esteroides. Uma urticária na garganta pode bloquear a via respiratória, dificultando a respiração.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Para aliviar os sintomas e acelerar a recuperação, tome as seguintes medidas:

  • Evite agentes que possam desencadear uma reação alérgica, o que pode incluir alimentos, medicamentos, pólen, pelos de animais, látex e picadas de inseto
  • Faça uso de anti-histamínicos de venda livre na farmácia, que podem ajudar no alívio da coceira
  • Faça compressas com água morna para desinchar os vergões
  • Para aliviar a coceira, experimente um banho morno de banheira
  • Evite fazer pressão sobre a pele com roupas muito apertadas, prefira roupas mais confortáveis e de algodão.

Complicações possíveis

Urticária não tratada pode evoluir para problemas de saúde mais sérios, como:

  • Anafilaxia: uma reação alérgica que envolve todo o corpo, causa dificuldade na respiração e pode colocar a vida em risco
  • Inchaço na garganta: pode causar um bloqueio das vias respiratórias e, consequentemente, risco de morte.

Expectativas

A urticária pode ser desconfortável, mas é geralmente inofensiva e desaparece sozinha. Na maioria das vezes, a causa exata da urticária não é identificada, mas o tratamento, quando necessário, se mostra eficiente.

Prevenção

Prevenção

Para prevenir a urticária, é preciso seguir algumas medidas:

  • A principal delas é evitar desencadeadores de reações alérgicas conhecidas
  • Se você suspeitar que algum alimento esteja lhe causando sintomas similares aos de uma reação alérgica, fique atento e, se necessário, corte-o de sua dieta.

Fontes e referências

  • Sociedade Brasileira de Dermatologia
  • Mayo Clinic
  • Manual Merck
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não