Cortisol: entenda o resultado do exame

Entenda indicações, doenças relacionadas e resultados anormais do exame

O que é?

O exame de cortisol é feito para medir o nível deste hormônio no sangue. O cortisol desempenha um papel no metabolismo das proteínas, lipídeos e hidratos de carbono. Ela afeta os níveis de glicose no sangue, ajuda a manter a pressão arterial e ajuda a regular o sistema imunológico.

O cortisol é produzido e secretado pelas glândulas suprarrenais, dois órgãos triangulares que ficam em cima dos rins. A produção do hormônio é regulada pela glândula pituitária, um pequeno órgão localizado abaixo do cérebro. Quando o nível de cortisol no sangue cai, o corpo começa a produzir ACTH (hormônio adrenocorticotrófico). O ACTH estimula as glândulas suprarrenais adrenais a produzir e liberar cortisol.

O nível de cortisol no sangue se altera ao longo do dia. Normalmente, os níveis de cortisol aumentam quando ACTH está baixo e caem quando ACTH está alto. Condições que afetam a hipófise ou glândulas suprarrenais podem aumentar ou diminuir a quantidade de ACTH e cortisol que as glândulas produzem, interferindo na sua regulamentação.

Sinônimos

Dosagem de cortisol no sangue

Indicações

O teste é feito para verificar se a produção de cortisol está elevada ou reduzida no corpo. Doenças como a síndrome de Cushing e doença de Addison podem levar à produção exagerada ou diminuída de cortisol. Medir o nível de cortisol no sangue pode ajudar a diagnosticar essas condições.


Produção elevada de cortisol causa sintomas relacionados à síndrome de Cushing, tais como:


A falta de cortisol também pode justificar o exame. Doenças relacionadas a baixos níveis de cortisol são insuficiência suprarrenal e doença de Addison. Sintomas comuns são:


Contraindicações

Por ser um exame de sangue comum, não há contraindicações expressas para a dosagem de cortisol. No entanto, o médico ou médica irá dizer se você pode ou não fazer o exame.

Grávida pode fazer?

Mulheres durante a gravidez estão autorizadas a fazer o exame conforme orientação médica, não havendo contraindicações. No entanto, os resultados podem ficar alterados por conta das mudanças hormonais típicas da gestação.

Preparo para o exame

Para o exame de cortisol é necessário um jejum mínimo de oito horas antes da coleta de sangue. Também é importante dizer ao médico ou médica quais medicamentos você toma regularmente, incluindo suplementos alimentares. Em alguns casos, pode ser necessário interromper o uso da medicação. Entretanto, não pare de ingerir qualquer medicamento sem autorização profissional.

O exame é feito preferencialmente pela manhã, uma vez que os valores de referência geralmente são baseados na coleta deste horário. Converse com seu médico ou médica sobre o melhor horário para fazer o teste de cortisol no seu caso.

Como é feito

Em um hospital ou laboratório, o exame de cortisol é realizado por um profissional de saúde da seguinte forma:

  • Com o paciente sentado, é amarrado um elástico em volta do seu braço para interromper o fluxo de sangue. Isso faz com que as veias fiquem mais largas, ajudando o profissional a acertar uma delas
  • O profissional faz a limpeza com álcool da área do braço a ser penetrada pela agulha
  • A agulha é inserida na veia. Esse procedimento pode ser feito mais de uma vez, até que o profissional de saúde acerte a veia e consiga retirar o sangue
  • O sangue coletado na seringa e colocado em um tubo
  • O elástico é removido e uma gaze é colocada no local em que o profissional de saúde inseriu a agulha, para impedir qualquer sangramento. Ele ou ela pode fazer pressão sobre a bandagem para estancar o sangue
  • Uma bandagem é colocada no local.

É importante que o técnico ou técnica anote o horário da coleta, uma vez que os níveis de cortisol alteram durante o dia.

Tempo de duração do exame

Um exame de cortisol leva poucos minutos para ser realizado, podendo demorar mais nos casos em que o profissional de saúde tem dificuldade para acertar a veia coletar o sangue.

Recomendações pós-exame

Não há nenhuma recomendação especial após o exame de cortisol. O paciente pode fazer suas atividades normalmente. Como o exame necessita de jejum, o paciente poderá se alimentar após a coleta.

Periodicidade do exame

Não há uma periodicidade para se realizar um exame de cortisol. Tudo dependerá das orientações do médico e da presença ou ausência de doenças que devem ser acompanhadas pelo exame.

Riscos

Os riscos envolvidos na realização do exame de cortisol são extremamente raros. No máximo, pode haver um hematoma no local em que o sangue foi retirado. Em alguns casos, a veia pode ficar inchada após a amostra de sangue ser recolhida (flebite), mas isso pode ser revertido fazendo uma compressa várias vezes ao dia.

Pessoas que utilizam medicamentos anticoagulantes ou tem problemas de coagulação podem sofrer com um sangramento contínuo após a coleta. Nesses casos, é importante informar o profissional de saúde do problema antes da coleta.

Resultados

Os resultados do exame costumam ficar disponíveis em até um dia útil. A interpretação do exame cortisol depende da razão pelo qual foi requerido. Por isso é importante conversar com o médico ou médica para tirar qualquer dúvida.

Em alguns casos pode ser pedido um teste de supressão ou teste de estimulação do cortisol. Esses exames avaliam os níveis de cortisol após ministrar medicamentos que estimulam ou inibem a produção do hormônio a fim de avaliar o funcionamento das glândulas suprarrenais.

Resultados normais
Os níveis de cortisol são medidos em micrograma (µg) por decilitro de sangue (dL). Os valores de referência variam conforme a hora do dia em que a coleta de é feita:

  • Entre 7 e 9 horas: 5,4 a 25,0 µg/dL
  • Entre 16 e 17 horas: 2,4 a 13,6 µg/dL.

Os valores de referência mostrados aqui são apenas um guia, uma vez que podem mudar de laboratório para laboratório. Além disso, o médico ou médica irá avaliar os resultados de acordo com o paciente e suas características, como idade e doenças relacionadas.

Resultados anormais

Valores de cortisol acima do normal no sangue podem indicar:

  • Síndrome de Cushing
  • Glândulas suprarrenais hiperativas
  • Tumor na glândula adrenal
  • Alguns tipos de câncer que afetam a produção de ACTH ou cortisol
  • Uso prolongado de corticosteroides
  • Doença grave do fígado ou rim
  • Depressão
  • Hipertireoidismo
  • Obesidade
  • Gravidez ou uso de pílulas anticoncepcionais
  • Condições como cirurgia recente, doença, lesão ou infecção generalizada (sepse) pode causar níveis elevados de cortisol.

Baixos níveis de cortisol no sangue podem indicar:

  • Doença de Addison
  • Infecção que afeta as glândulas suprarrenais
  • Problemas com a glândula pituitária que afetam as glândulas suprarrenais, como câncer ou um ferimento na cabeça
  • Hipopituitarismo, em que a glândula pituitária não sinaliza a glândula adrenal para a produção de cortisol suficiente
  • Repressão da hipófise ou função adrenal por medicamentos glicocorticoides.

O resultado do exame de cortisol é melhor interpretado quando pedido em conjunto com a dosagem de cortisol. A tabela abaixo indica os padrões comuns de ACTH e cortisol e suas indicações:

DOENÇACORTISOLACTH
Doença de Cushing AltoAlto
Tumor da glândula adrenal AltoBaixo
Tumor que aumenta a produção de ACTH AltoAlto
Doença de Addison BaixoAlto
HipopituitarismoBaixoBaixo

O que pode afetar o resultado do teste

As seguintes situações podem alterar os resultados do teste de cortisol no sangue:

  • Medicamentos que afetam a produção de cortisol ou de ACTH
  • Gravidez
  • Hipoglicemia
  • Comer, beber ou se exercitar antes do exame
  • Estresse físico ou emocional.

Referências

LabTestsOnline - site projetado para ajudar pacientes e cuidadores a entender os muitos testes de laboratório que podem ser pedidos pelos médicos. O site é produzido pela AACC, uma organização profissional científica e médica global dedicada a ciência de laboratório clínico e sua aplicação aos cuidados de saúde.

MedlinePlus - enciclopédia médica do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, com base na Biblioteca Nacional de Medicina. Traz informações sobre doenças, condições e questões de bem-estar.

Clínica Mayo - organização sem fins lucrativos dos Estados Unidos que reúne conteúdos sobre doenças, sintomas, exames médicos, medicamentos, entre outros.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.