PUBLICIDADE

4 coisas que você não deveria colocar na sua salada

Nutricionista indica ainda formas de substituir os vilões da salada (e da sua dieta)

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Quando estamos de dieta, as saladas acabam se tornando um território seguro para afastar o risco de escorregadas no plano alimentar. Mas o que você talvez não saiba ainda é que é possível sim estragar uma salada. "Devemos tomar cuidado na hora de prepará-la ou consumir em algum restaurante. Ao invés de ser um prato leve, os itens que incluímos na salada podem torná-la uma opção riquíssima em calorias e gorduras", afirma Juliana Mauri, nutricionista da Cia. da Consulta. Esses complementos podem, inclusive, aumentar muito quantidade de sódio da sua refeição. Confira abaixo o que não colocar na sua salada, de acordo com a especialista:

1. Queijos

Queijo prato, gorgonzola, cheddar e parmesão devem ser evitados. Eles são extremamente gordurosos e ricos em colesterol. O excesso de colesterol no sangue é um dos fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Prefira queijos mais magros, como cottage e ricota.

2. Alimentos em conserva

Milho, ervilha, atum e azeitona podem não ser tão calóricos, mas são ricos em sódio. Em excesso, o sódio pode aumentar as chances hipertensão arterial. A questão é que essa doença não causa sintomas tão visíveis, mas à longo prazo é um dos principais fatores de risco para uma série de doenças graves, como insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral e outras.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

3. Frutas secas

As frutas secas possuem elevada quantidade de um açúcar natural chamado frutose, que contribui para o ganho de peso caso seja consumido em excesso. Essas frutas geralmente passam por um processo de desidratação, que às vezes pode contar com a adição de açúcar. O ideal é consumi-las com moderação, principalmente no caso de pessoas com diabetes. O abacaxi é a opção mais leve, uma vez que 100g da versão seca dessa fruta possui 150 calorias. Por outro lado, a banana seca é mais calórica contendo 350 calorias em 100g.

4. Temperos e acompanhamentos

É melhor evitar molhos prontos, sobretudo aqueles que incluem maionese e queijos. Já os acompanhamentos como crouton, pão, bacon e batata palha contém uma quantidade elevada de calorias. Tente optar por temperos naturais como vinagre, azeite, limão e ervas aromáticas (tomilho, alecrim, orégano e manjericão).

O que usar na salada?

Abaixo, a nutricionista indica duas opções de molhos saudáveis para incrementar a salada:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Molho de maracujá

Misture os ingredientes do molho e espalhe sobre a salada.

Molho de hortelã

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Bata todos os ingredientes do molho no liquidificador e sirva à parte.

*Tente moderar na quantidade de sal, ok?