PUBLICIDADE

Incentive seu filhote a se virar sozinho

Descubra a hora e o jeito certos de estimular a autonomia dele

Ontem mesmo ele era um bebezinho indefeso, que não saía do colo. Hoje está correndo pra cima e pra baixo, querendo fazer tudo sozinho. Entre um e dois anos, as crianças dão os primeiros sinais de que querem independência. Segurar os talheres, dormir de porta fechada, arrancar as fraldas, passar a tarde na casa do amiguinho... Crianças ansiosas, pais angustiados: será que ele está pronto para se virar sozinho?

Muita calma: não respeitar o ritmo natural de desenvolvimento de cada criança pode ter resultados desastrosos. É comum ver pais ansiosos para ver o filho independente e que acabam forçando a criança a pular etapas necessárias de amadurecimento.

Só porque oprimo tirou as fraldas com um ano e meio, não quer dizer que o seu filho, aos dois, está atrasado e precisa crescer logo forçar a barra pode tornar o processo mais demorado e criar crianças inseguras, ansiosas e frustradas por não corresponder às altas expectativas dos pais. Por outro lado, muitos pais subestimam a criança por falta de confiança no filho e atépor medo de se tornarem desnecessários. Essa insegurança dos pais em permitir que o filho experimente e aprenda atrapalha muito o crescimento da criança.

Sem autonomia para se desenvolver, ela pode ficar insegura e dependente, uma carga pesada que será levada vida afora. É preciso aceitar que ela vai crescer de qualquer jeito e que superproteger faz mais mal do que bem. Pais serão sempre necessários, e não é colocando o filho pra dormir junto na cama que se vai evitar que ele deixe de ser um bebê.

É importante entender que toda evolução é resultado de um processo natural. Crianças são como máquinas de aprendizado, sempre descobrindo coisas novas e ampliando seu mundinho. E os pais, a todo momento e sem perceber, transmitem mensagens e ensinam os pequenos o caminho das pedras e o que eles podem ou não fazer. Muita coisa se aprende por imitação dos adultos, e os pais são os maiores exemplos do que as crianças querem ser quando crescer e até mesmo antes disso.

Sem pressa e respeitando o ritmo do bebê, ele irá aprender a comer e dormir sozinho, controlar suas necessidades e sair sem os pais. Só precisa receber os estímulos certos.



É muito importante que os pais encarem esses processos como naturais e essas transformações como necessárias e saudáveis para o desenvolvimento de seus filhos, diz Eduardo Flit, psicoterapeuta de crianças.



Até agora, qual a sua maior dificuldade nos cuidados com
seu bebê? Por quê?