PUBLICIDADE

Como envelhecer com o corpo e a mente sã

<EM><FONT face=Arial><FONT style="FONT-SIZE: 12px">Atualmente&#44; a nutrição&#44; a medicina&#44; a estética e os profissionais da atividade física sabem diagnosticar o envelhecimento como um todo </FONT></FONT></EM>

O que acontece em nosso organismo é complexo mas totalmente possível de ser adiado ao máximo para se ter uma 3ª idade mais saudável e livre de doenças. O objetivo é que, em qualquer idade, se busque o melhor dele, da atividade cerebral e orgânica do ser humano. Abaixo algumas informações, sobre o que acontece com nosso corpo e as medidas possíveis de serem adotadas para prevenção do envelhecimento.

Cronograma antienvelhecimento

- 25 aos 35 anos
O que acontece?
Os hormônios ativadores das funções orgânicas (Hormônio de Crescimento da hipófise, DHEA da supra renal e Tiroxina da tireóide) estão em seus níveis máximos; O risco cardiológico nesta fase se dá pelo sedentarismo que leva a um aumento do percentual de gordura e atrofia muscular; É comum a ocorrência de oleosidade na pele e acne além dos riscos de exposição ao Sol;

O que fazer?

Manter uma alimentação saudável com alimentos orgânicos, vegetais e frutas e evitar gorduras saturadas, hidrogenadas (trans) e alimentos industrializados; Manter uma atividade física regular; Uso de filtros solares e limpeza, tonificação, hidratação de pele regularmente com produtos de nutrição para pele.

- 35 aos 45 anos
O que acontece?

Os níveis de DHEA começam a cair (até 20% nos homens e até 40% nas mulheres); Nos últimos 20 anos triplicou o número de mulheres que engravidam nesta faixa etária onde o risco de pressão alta na gravidez é duas vezes maior; Inicia-se a perda da densidade óssea e aumento das taxas de colesterol e triglicerídeos naqueles que não tem cuidados alimentares e são sedentários; Alteração nas fibras de colágeno e elastina iniciam a formação de rugas superficiais.

O que fazer?
O controle da qualidade da alimentação tem que ser aumentado; Atividade física torna-se quase obrigatória, incluindo musculação, principalmente para os sedentários; Iniciar tratamento cosmético anti-envelhecimento aliado a alimentação e suplementação AntiAging.

- 45 aos 55 anos
O que acontece?
Os níveis dos hormônios estimuladores das funções orgânicas caem mais (o hormônio de crescimento cai 50%, o DHEA cai em até 40% no homem a testosterona cai em até 25%, nas mulheres, inicia o climatério com a menopausa); O hormônio cortisol que causa declínio imunológico, neurológico e aumento do depósito de gordura corporal aumenta em até 30%; A perda de massa óssea pode chegar a 0,3% ao ano, neurologicamente a memória e o raciocínio declinam, os olhos perdem capacidade de focalizar objetos próximos e há diminuição da capacidade de ouvir tonalidades mais agudas; Os sucos digestivos e a velocidade de trânsito intestinal começam a diminuir.

O que fazer?
O controle médico AntiAging é muito importante para combater esses declínios hormonais, e nos manter jovens; A estimulação glandular ou reposição hormonal bioidêntica é indicada; A atividade física é obrigatória preferencialmente sob supervisão profissional; A alimentação deve ser extremamente saudável e controlada para evitar inflamações (exemplo: por alergias alimentares); A suplementação alimentar e tratamento cosmético Antienvelhecimento; Evitar e saber exercer domínio próprio sob o stress estresse e realizar atividades afetivamente.

- 55 aos 70 anos
O que acontece? Os níveis hormonais e as funções orgânicas caem mais (hormônio de crescimento cai em até 65% em relação ao jovem, os níveis de DHEA caem em 50%, o hormônio da tireóide cai e diminui a velocidade do metabolismo); No homem a testosterona chega a cair 55% diminuindo o volume seminal, nas

mulheres após a menopausa (climatérico) aumenta a massa gorda em até 35%; Continua a perda da massa óssea com risco de osteoporose; Continua a diminuição dos sucos e funções digestivas e intestinais; Aumento do risco de aterosclerose, acidentes vasculares cerebrais e infarto; Estresse oxidativo que leva a degeneração dos tecidos.

O que fazer?
Controle médico clínico e cardiológico; Alimentação focada na melhora de todos os sintomas (climatério, aumento de gordura corporal) aliada a uma adequada suplementação; As reposições hormonais podem estar indicadas (consulte seu médico); Cuidados com a saúde e a flora bacteriana do sistema digestivo e com a qualidade da alimentação; Atividade física sob orientação para melhora da força muscular e da mobilidade articular; Tratamento antienvelhecimento para evitar a oxidação tecidual e a perda das funções orgânicas; Indispensável: Uso de filtros solares e limpeza, tonificação, hidratação de pele regularmente.

- Após os 70 anos
O que acontece?
Os hormônios podem chegar a 20% dos níveis de quando jovem; O tecido neurológico começa a perder as suas funções com quadros de dificuldade de memória e chegando até a Doenças como Parkinson ou Alzheimer; Diminuição importante das funções digestivas e conseqüente diminuição da absorção de nutrientes e nutrição dos órgãos; Diminuição da capacidade respiratória; Diminuição da capacidade de articulação com grande perda de massa magra (músculos); Aumentam riscos de problemas cardíacos e AVC por aterosclerose e perda da elasticidade dos vasos causados por oxidação dos tecidos pelos radicais livres.

O que fazer?
Rígido controle médico; Tratamento (médico e/ou nutricionista) para melhora das funções digestivas e conseqüente melhora nutricional; Suplementação Alimentar para compensar as deficiências bioquímicas, combater radicais livres e metais tóxicos; Atividade física sob orientação para melhora da capacidade respiratória e articular além da muscular; Tratamento antienvelhecimento para evitar a oxidação tecidual e a perda das funções orgânicas; Indispensável: Uso de filtros solares e limpeza, tonificação, hidratação de pele regularmente.



Você vem alterando a sua rotina e a alimentação de acordo com o passar dos anos?



NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)