PUBLICIDADE

Depois de perder 20 quilos, Gabriela aconselha: "Não se esconda atrás das desculpas"

Veja como a assistente financeira emagreceu sem deixar de comer aquilo que gostava

Gabriela Marques - Foto: Arquivo Pessoal
Gabriela Marques - Foto: Arquivo Pessoal

Muitas vezes quando se está acima do peso, é muito fácil se acomodar, e uma pequena mudança pode fazer com que a vontade de emagrecer desperte. No caso de Gabriela Marques, uma assistente financeira de 33 anos de Piracicaba (SP), o click veio depois de pegar dengue no começo de 2015. "Emagreci cerca de cinco quilos depois da doença, pois não comia nada, e pensei em aproveitar esse embalo e tentar emagrecer mais uma vez", explica.

"Mais uma vez", pois a luta de Gabriela com a balança vem de muito tempo, ela já tentou diversas dietas ao longo de sua vida adulta. "Eu comprava aquelas revistas com dietas das moda e chás milagrosos e copiava tudo, mas sem sucesso".

Sem saber por onde começar dessa vez, ela chegou até marcar consulta com um cirurgião para fazer a redução de estômago de tão desacreditada que estava. Mas no mesmo mês ela viu uma propaganda do Dieta e Saúde no Facebook e resolveu dar uma chance ao método, principalmente por pregar a reeducação alimentar. E não é que deu certo? Nas primeiras semanas ela começou a ver resultados constantes na balança, o que só a motivou a continuar. Hoje, cerca de nove meses depois, ela conseguiu eliminar 20 kg. "Ainda bem que a consulta ia demorar, tive tempo de me redescobrir nesse meio tempo", comemora.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De olho no próprio prato!

Com ajuda dos pontos, Gabriela começou a aprender onde ela errava nas outras dietas. "Mesmo fazendo a restrição calórica e academia durante a semana, eu costumava me liberar nos finais de semana, e acabava ganhando de volta tudo que havia perdido de segunda a sexta", conclui Gabriela. E ao contar os pontos até mesmo no sábado e domingo, ela conquistou também o controle sobre o que e quanto ela poderia comer: hoje Gabriela não passa vontades, mas come porções moderadas e costuma compensar em outras refeições para se fazer esse tipo de agrado.

Além disso, ela começou a buscar mecanismos de alto controle. "Se eu vou comer uma pizza no final de semana, por exemplo, faço uma salada bem grande antes, para aplacar um pouco a fome e comer apenas um pedaço", ensina.

Seguindo exemplos... E se tornando um!

Os truques do dia a dia não foram apenas criados por ela: Gabriela recorreu à comunidade do DS e ao Instagram para ver histórias de mais pessoas que estavam emagrecendo e ver seus aprendizados. "Claro que o que funciona para uma pessoa não funciona para outra, então comecei a testar as dicas que encontrava online e ver o que dava certo para mim", conta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dessa forma, ela começou a conhecer melhor o próprio corpo e a fazer escolhas mais saudáveis. Por exemplo, ela percebeu que nas semanas em que seu intestino funcionava bem, seu emagrecimento era bem maior. Assim, ela começou a buscar alimentos que ajudavam em seu trânsito intestinal, e começou a incluí-los na dieta mais vezes.

Mas aos poucos, ela começou a usar as redes sociais para inspirar também: "comecei a postar algumas frases de motivação e os meus pratos lights do almoço no Instagram e isso começou a me ajudar", comenta. Com a melhora da autoestima, ela começou a postar fotos também, e a receber elogios pelo emagrecimento visível.

Mais confiança, autoestima e fôlego!

Com isso, os posts de fotos se tornaram mais constantes, principalmente como reflexo da nova confiança que ela obteve em si mesma. "Antes eu nem gostava de tirar fotos, hoje eu não paro, minha mãe até briga comigo, mas para mim é uma forma de acompanhar a minha evolução", pondera Gabriela. A vaidade também se reflete em seu guarda-roupas, que preciso ser renovado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, os ganhos em saúde também foram imensos. Antes da dengue, Gabriela foi diagnosticada com um esporão de calcâneo, uma inflamação crônica da parte inferior do calcanhar que afeta não apenas o osso calcâneo, mas também os tendões e causa muita dor ao andar e fazia até Gabriela mancar. Com a perda de peso, se tornou muito mais fácil curar o problema, já que menos carga era colocada sobre ele.

Por fim, Gabriela ganhou um novo fôlego! "Antes eu estava conversando e começava a ofegar, agora não sinto mais isso". Tanto que há um mês e meio ela se inscreveu na academia e começou a fazer CrossFit, um exercício que junta levantamento de peso, step e treinamento com barras, tudo com muita intensidade. "Isso me ajuda a definir o corpo, então além de emagrecer, já consigo sentir mais firmeza nos braços, por exemplo", comemora!

Desculpas não são para ela!

Ainda falta uma parte do caminho para que Gabriela atinja sua meta. "Comecei com 105 kg, mas acredito que 70 seja o ideal para minha altura, então quero chegar lá!".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Hoje com 95 kg, no entanto, Gabriela acredita que já aprendeu bastante sobre força de vontade para chegar lá. Para ela, é muito comum as pessoas se esconderem atrás de desculpas para emagrecer, dizendo que sempre foram assim ou que têm algum problema de saúde. "Por isso eu aconselho: não se esconda atrás das desculpas. Se você faz tudo certinho, não há desculpa que não te faça emagrecer".