PUBLICIDADE

Rosa perdeu 12 kg mesmo com hipotireoidismo e depois da menopausa

Rosa Almeida, caso de sucesso e embaixadora do Dieta e Saúde, conta mais sobre como tudo isso não a impediu de atingir seu objetivo

Veja como Rosa perdeu 12 kg com o Dieta e Saúde
Veja como Rosa perdeu 12 kg com o Dieta e Saúde

Emagrecer sempre é uma jornada complicada, e quando se tem algum problema metabólico como hipotireoidismo ou quando estamos sentindo os efeitos da pós-menopausa, parece uma tarefa impossível. Tanto que muitas pessoas decidem nem tentar! Por sorte, esse não foi o caso de Rosa Almeida, caso de sucesso e embaixadora do Dieta e Saúde, também conhecida como Nina. Ela enfrentou problemas de saúde, e ainda assim conseguiu chegar a sua meta e perder 12 quilos.

Uma corrida com obstáculos

Rosa sempre sofreu com diversos problemas de saúde. Desde muito jovem, ela precisou usar remédios para tratar suas alergias, e mais tarde o hipotireoidismo também foi diagnosticado, junto com uma hipoglicemia, que a obrigava a comer de 3 em 3 horas. Mesmo assim, ela se sentia bem com seus 76 quilos. Até que um dia, ela sofreu um forte entravamento na coluna, que inclusive a impediu de viajar com a família, e a recomendação do médico foi uma só: perder peso. "Mas a ficha de que eu precisava emagrecer só caiu quando fiz um exame de ultrassom e percebi que eu tinha dificuldade de me virar na maca quando a enfermeira pediu", conta. Tomando morfina e com dores muito fortes, Rosa começou a usar o computador e descobriu o programa Dieta e Saúde.

Um passo de cada vez

Depois que pagou o primeiro boleto, Rosa decidiu ir com calma. E assim ela seguiu, perdendo um pouco a cada semana. "O máximo que eu eliminava por semana eram 800 gramas ou um quilo", relembra. Assim, em mais ou menos seis meses, Rosa conseguiu chegar aos 64 quilos, sua meta. O principal ensinamento que ela teve foi de reduzir as porções do que comia, mas continuou se alimentando de três em três horas, por causa da hipoglicemia. Apesar de todas essas limitações, ela nunca considerou o hipotireoidismo ou a pós-menopausa como limitações. "O médico sempre me disse que eu engordaria apenas se eu comesse demais, e eu sempre repeti isso para minhas 'afilhadas' no Dieta e Saúde que achavam que esses problemas lhes traria aumento de peso mesmo sem comer nada", ensina Rosa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mudança consolidada

Rosa também conseguiu vencer seus problemas metabólicos e manter seu peso, sobretudo por continuar aplicando os ensinamentos da reeducação alimentar e usando seu Diário de Pontos na central do Dieta e Saúde. "Você faz uma reeducação pra aprender a fazer trocas saudáveis e é aos poucos que sua mente vai se condicionando, isso leva um tempo", ensina. Tanto que ela normalmente não segue cardápios, mas em vez disso, busca ter em sua casa alimentos saudáveis para servirem como base para os pratos de suas refeições e também para evitarem suas baixas de glicemia. "Antes, quando eu tinha alguma crise de hipoglicemia, comia qualquer item que me ajudasse a recuperar glicose. Hoje ando com um lanchinho saudável de emergência, que me ajuda também nessas situações", explica.

E mesmo quando ela frequenta festas familiares ou nos fins de semana com a família, ela não fica de cara feia por causa da dieta, consumindo quantidades menores das guloseimas, para continuar a dieta, sem se privar da diversão. "A reeducação alimentar não modificou a minha alimentação normal! Apenas reduzi as quantidades e eliminei o ruim, gorduras e frituras", finaliza. Assim, a saúde dela agradece, e o peso também!