PUBLICIDADE

Veja como Tamirys emagreceu 8 quilos e superou um AVC

Ela entrou no Dieta e Saúde para emagrecer, conseguiu e ainda encontrou um aliado na recuperação do AVC

Veja como Tamirys perdeu 8 kg e superou um AVC - Foto: Arquivo pessoal
Veja como Tamirys perdeu 8 kg e superou um AVC - Foto: Arquivo pessoal

A engenheira química, Tamirys Forni, 28 anos, nunca havia tido problemas com o peso. Porém, isto mudou quando ela entrou na faculdade. "Estudava e trabalhava e não tinha tempo para comer corretamente. Comia muitos salgados e ainda me alimentava sempre com pressa. Para piorar, ficava muito ansiosa e isso me fazia comer compulsivamente", recorda-se.

Tudo isto fez com que Tamirys engordasse mais a cada ano. "A partir dos meus 19 anos passei todo fim de ano prometendo começar uma dieta diferente, no começo porque queria perder 5 quilos, depois passou para 8, depois para 10 e por ai foi", conta.

Durante anos, ela tentou os mais diversos métodos para emagrecer. "Fiz dieta da sopa, da proteína e tomei shakes". Ela inclusive se consultou com um endocrinologista que lhe receitou um medicamento para emagrecer. "Um mês depois de começar a tomar este medicamento, eu passei mal, fiquei suando frio e isto me assustou, tanto que desisti destes métodos".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No final de 2014, Tamirys fez mais uma promessa de emagrecimento, mas desta vez entrou no programa de emagrecimento online Dieta e Saúde. "Já havia tentado o programa em 2013, mas na época não fazia direito, não havia compreendido que era sobre reeducação alimentar, não comia todos os meus pontos. Meu pensamento era: 'quero emagrecer, então não vou comer', Assim, minha alimentação era só salada e grelhados", recorda-se. Para fazer o download gratuito do aplicativo Dieta e Saúde, clique aqui.

Porém, desta vez Tamirys estava disposta a mudar seus hábitos alimentares. "Comecei a reeducação de fato em março. Passei a comer mais alimentos integrais e sementes. Já consumia frutas, verduras e legumes, mas antes eu não estava aberta a diversidade, passei a ingerir mais opções destes alimentos". Todo este esforço valeu a pena e entre março e julho de 2015 ela emagreceu oito quilos.

Problema inesperado

Em setembro de 2015, Tamirys estava se sentindo bem: havia mudado seus hábitos alimentares e praticava atividades físicas regularmente. Foi quando ela acordou no dia 14 de setembro, uma segunda-feira, com dores fortes na cabeça. Tamirys tomou remédios, mas a dor de cabeça persistiu e ela ainda passou a sentir tontura. "Decidi ir para casa e passei a tarde inteira deitada no quarto, sem luz ou barulho e dor não passou".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Após uma noite com muita dor, ao se levantar da cama, Tamirys sentiu um forte estalo na cabeça e chegou a vomitar. "Fui para o pronto-socorro e o médico, sem qualquer exame, concluiu que devia ter sido algo que comi. Ele me medicou e eu fui para casa". Em casa, a dor continuou, o que fez Tamirys voltar ao hospital, onde recebeu novo medicamento.

No dia seguinte, mesmo com as novas medicações, a dor continuou e estava acompanhada de outros sintomas. "Os estalos na cabeça voltaram com uma frequência muito maior, eu estava falando esquisito e meu braço mexia sozinho". Desta vez, ela foi para outro hospital e ao chegar lá, foi feita uma tomografia que constatou: Tamirys havia sofrido uma extensa trombose no cérebro. Aos 28 anos, ela sofreu um AVC.

Tamirys foi encaminhada diretamente para a UTI, onde ficou dois dias. Depois, passou mais 8 dias internada no quarto. "Durante a internação, eu tinha um nível de dor tão alto que não tinha consciência do que estava ocorrendo, comecei a receber um monte de visita e eu achava estranho tanta gente ir me ver. Depois que sai do hospital que entendi a gravidade do que eu tive". Após deixar o hospital, ela precisou retornar pouco tempo depois, e ficou quatro dias internada devido à um problema com o medicamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O AVC afetou a visão, as pernas e a mão direita de Tamirys. "Fiquei estrábica, perdi o campo de visão periférico e a visão do meu olho direito foi muito comprometida. Passei a sentir muito formigamento na mão direita e não conseguia fazer nada com ela. Também tive fraqueza nas pernas, ao ponto de não conseguir ficar em pé sozinha", recorda-se. Outra complicação foi que ela teve a obstrução de uma veia que leva sangue para a coluna e por isso desenvolveu uma inflamação na coluna cervical.

Até o momento os médicos não tem total certeza sobre o que causou o AVC, porém a maior suspeita dos especialistas é que tenha sido a pílula anticoncepcional que Tamirys tomava. "Eu fico indignada com os ginecologistas que receitam a pílula sem fazer exames prévios na mulher e questionar se ela tem histórico familiar de trombose".

Alimentação saudável como aliada na recuperação

Ao deixar o hospital Tamirys recebeu duas grandes recomendações: "Meu neurologista disse para eu dormir muito e me alimentar de forma saudável. Para você ter uma ideia de como a alimentação é importante".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como já havia mudado seus hábitos com o Dieta e Saúde, ela teve este programa de emagrecimento online como um aliado para manter sua alimentação o mais saudável possível. "Meu zelo com a saúde ficou muito maior. Hoje como a cada três horas direitinho, sigo todas as recomendações do Dieta e Saúde em relação às frutas, legumes, alimentos integrais e outros nutrientes". Claro que aliado a tudo isso, Tamirys também realiza diversas sessões de fisioterapia.

Todo o seu esforço foi recompensado. "Meus olhos não estão mais estrábicos, minha mão já melhorou muito e consigo fazer algumas coisas como escrever. Minhas pernas melhoraram e já fui liberada para caminhadas. Na minha última consulta, fiz uma ressonância e levei ao meu neurologista. Ele me disse que eu era duplamente abençoada, pois pela extensão da minha lesão as sequelas foram mínimas e boa parte da lesão já havia sido reabsorvida", comemora.