PUBLICIDADE

Previna a infertilidade masculina

Varicocele é a causa mais freqüente e pode ser prevenida com consultas periódicas

Uma dilatação anormal das veias que drenam o sangue da região dos testículos. É o que ocorre em homens diagnosticados com varicocele, um mal que atinge cerca de 15% da população masculina. A doença é uma das causas mais frequentes de infertilidade masculina. Em geral, o problema surge na adolescência e muitas vezes só é descoberto quando o casal tenta ter filhos e não consegue. A varicocele pode ser tratada através de cirurgia. A ida ao urologista e a realização de exames periódicos são as melhores formas de prevenção.

Causas e sintomas

Também conhecida como varizes da bolsa testicular, a varicocele consiste na deficiência das válvulas que atuam nas veias testiculares ocorre um refluxo de sangue na região. Como resultado, a circulação fica comprometida e as veias dilatadas, aumentando a temperatura local. O quadro interfere na produção de espermatozóides. A baixa produção de espermatozóides prejudica a fertilização dos óvulos, daí a infertilidade.

A varicocele se manifesta na adolescência. Pode evoluir ou não. No estágio mais avançado, os sintomas são visíveis: veias dilatadas, principalmente no testículo esquerdo, que pode atrofiar e diminuir de tamanho, e dores na região afetada. Cerca de 80% a 95% dos casos atingem somente o lado esquerdo e de 10% a 20% são bilaterais. Raramente a varicocele se apresenta isoladamente no lado direito. O lado esquerdo é o mais atingido em função da anatomia do organismo. A veia testicular esquerda desemboca numa outra veia - a renal esquerda que é mais fina e que forma um ângulo de quase 90 graus nesse encontro. Esse percurso dificulta a passagem do sangue e favorece o surgimento da varicocele.

A doença pode ser relacionada à herança genética, porém pode ser desencadeada por fatores externos.

Diagnóstico e tratamento

Em geral, o diagnóstico é realizado através de exames físicos e do exame de Ultrassonografia com Doppler de bolsa testicular. O tratamento cirúrgico é de baixa complexidade. A veia testicular afetada é bloqueada e a drenagem passa a ser realizada através de outras veias da região pélvica. Com a circulação recuperada, o testículo volta à produção normal de espermatozóides.

A melhor maneira de prevenir a varicocele e os problemas relacionados à infertilidade consiste na consulta periódica ao especialista. Da mesma maneira que as mulheres procuram o ginecologista desde cedo, os homens, ainda na adolescência, devem ir ao urologista para evitar problemas no futuro.

Eduardo Motta é ginecologista e especialista em Reprodução Humana, diretor da Huntington Medicina Reprodutiva
Para saber mais, acesse: www.huntington.com.br