PUBLICIDADE

Lipo tem recuperação chata, mas os alimentos encurtam esta fase

A dieta da cicatrização ajuda você a exibir logo o corpo novo

Depois de entrar na linha e aprende a comer direito, você comemora os resultados da dieta. Mas, junto da festa, aparece um inconveniente: os depósitos de gordura localizada ficam ainda mais salientes e, muitas vezes, a lipoaspiração é o único jeito de se livrar deles. "A cirurgia não pode ser encarada como opção par emagrecer, porque ela não faz isso. Lipoaspiração serve para melhorar o contorno corporal, ela só retira a chamada gordura profunda, ou seja, aquela que não some com dieta", afirma o cirurgião plástico Miguel Sabino Neto, professor da Unifesp. Segundo ele, pessoas obesas precisam emagrecer antes de se candidatar a uma lipo.

E não é somente emagrecer. "O paciente precisa alcançar o peso saudável e manter este padrão", afirma a nutricionista Fernanda Psciolaro, da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO). O cardápio, portanto, tem papel fundamental na sua jornada para alcançar o corpo enxuto. Mas a importância dos alimentos não para aí: montando prato certo, você consegue uma cicatrização mais rápida, recuperando mais rapidamente das dores do pós-operatório (há quem se arrependa da cirurgia por causa delas). A seguir, a nutricionista Fernanda Psiolaro dá as dicas:

Pré-operatório: além de atingir o peso saudável, capriche no consumo de alimentos riscos em bioflavonóides, auxiliares da cicatrização. É possível encontrá-los em suco de uva vermelha, castanhas, nozes, amêndoas, vinho tinto, chás (verde, branco e vermelho) e, principalmente, no alho. "O consumo de glutamina também é indicado, mas somente para quem possui histórico com dificuldades de cicatrização ou infecção", afirma a nutricionista. O nutriente está disponível em forma de suplementação e só deve ser consumido caso haja orientação de um especialista.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O pós-operatório. esta etapa também pede alimentos que sejam eficazes na cicatrização. Fernanda Psciolaro indica aqueles que possuem alho por dia também auxilia na cicatrização, seja picado e colocado na salada ou cortado em cubinhos e ingerido", sugere a nutricionista. Há também a possibilidade de ingerir cápsulas de alho manipuladas, principalmente se você não tolera o sabor forte do tempero.

Mas, além disso, é importante seguir com a reeducação alimentar. "Não consumir gorduras saturadas, adotar refeições regulares e acompanhamento nutricional garantirão o sucesso da operação", salienta a nutricionista. O professor Miguel Sabino Neto recomenda também atividades físicas para a manutenção do resultado, após a liberação do médico (o que acontece após três meses da cirurgia).