PUBLICIDADE

Oleaginosas ajudam a combater a síndrome metabólica

Castanhas aumentam a produção de serotonina e previnem problemas cardiovasculares

Já é comprovado que comer oleaginosas faz bem ao coração, mas um novo estudo relaciona esse alimento com melhorias na síndrome metabólica - um conjunto de fatores de risco que inclui hipertensão arterial, obesidade abdominal, níveis elevados de colesterol e resistência à insulina, que aumentam o risco para diabetes e doenças cardíacas. Os resultados aparecem no Journal of Proteome Research.

Para chegar à conclusão, pesquisadores da University of Barcelona, junto à Rovira i Virgili University, ambas na Espanha, selecionaram 42 pessoas com síndrome metabólica. Durante o experimento, 22 delas ingeriram uma dieta rica em oleaginosas por 12 semanas e as 20 restantes evitaram este grupo de alimentos.

Os cientistas analisaram as substâncias excretadas na urina dos pacientes e encontraram evidências de várias mudanças saudáveis. Uma das surpresas foi que o consumo de oleaginosas - como nozes, amêndoas e avelãs - melhorou os níveis de serotonina dos pacientes com síndrome metabólica. A serotonina é uma substância relacionada à sensação de fome - quanto mais serotonina, menor a vontade de comer. Esse neurotransmissor também faz com que as pessoas se sintam mais felizes e melhora a saúde do coração. Outro efeito benéfico da ingestão de oleaginosas foi que elas reduziram os níveis de substâncias associadas à inflamação e outros fatores de risco de problemas cardiovasculares em pacientes com síndrome metabólica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Inclua as oleaginosas em seu cardápio

Veja as qualidades de cada uma das oleaginosas:

Castanha-do-pará: é rica em ômega 3, magnésio e selênio, poderosos antioxidantes. Ajuda a equilibrar os níveis de colesterol, previne diabetes, Mal de Alzheimer, doenças cardíacas e melhora a função cardiovascular. Consumo diário: de 2 a 3 unidades.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Castanha de caju: fonte de zinco, proteínas, vitamina E e gorduras insaturadas. Potencializa a produção de glóbulos brancos, reduz o colesterol ruim (LDL) e mantém os níveis do colesterol bom (HDL). Consumo diário: 3 unidades.

Avelãs: possui grande concentração de gordura monoinsaturada, o que ajuda a afastar doenças cardíacas. Também é uma excelente fonte de cálcio, eficiente na prevenção da osteoporose. Consumo diário: Até 10 unidades

Amêndoas: têm alta concentração de potássio, fibras, cálcio, vitamina E e gordura monoinsaturada. Também é uma potente fonte de proteína. Possui poucas calorias se comparada a outras oleaginosas. Consumo diário: 10 a 12 unidades.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nozes: a vitamina E é um dos maiores destaques. Também é rica em zinco, magnésio, vitaminas do complexo B e potássio. Previne contra diversos tipos de câncer, controla a pressão arterial e diminui a vontade de comer doce. Consumo diário: Até 5 unidades.

Leia mais sobre oleaginosas

Comer oleaginosas na gestação diminui risco de alergias no bebê