PUBLICIDADE

Consumo de vegetais com pouco amido e frutas aumenta a perda de peso, mostra estudo

No entanto, milho e batatas, devido a alta carga glicêmica, podem causar aumento de peso

Essa é uma verdade que todo mundo sabe: para ter uma dieta mais saudável e perder peso, é importante consumir mais frutas e verduras no dia a dia. Mas será que todas as frutas e verduras realmente ajudam nessa perda? Para responder essa pergunta, estudiosos de Harvard usaram bancos de dados de mais de 133 mil pessoas dos Estados Unidos, que foram analisadas por 24 anos (de 1986 a 2010) e publicaram suas conclusões no jornal científico Plos Medicine.

As pessoas do estudo tinham que responder questionários de quatro em quatro anos sobre sua alimentação e consumo de frutas e verduras, além de relatar outros aspectos de sua dieta, tabagismo e a prática de atividade física. Mais de 70 frutas e verduras foram listadas no questionário. Além disso, ele monitorava a mudança de peso das pessoas nesses períodos, levando em conta fatores naturais para ganho de peso também.

Ao longo do estudo, os estudos mostraram que pessoas que aumentavam o consumo de frutas nesse período perdiam 240 gramas a cada porção a mais. O consumo de mais porções de vegetais também teve esse efeito, diminuindo 110 gramas a cada porção extra.Mas quem passava a ingerir mais porções de determinadas frutas e verduras, tinham resultados ainda mais expressivos veja a seguir:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, alguns tipos de alimentos vegetais podiam colaborar para o ganho de peso nesses períodos também: batatas, mesmo que assadas, cozidas ou amassadas, estavam relacionadas a um aumento de 330 gramas no peso total, enquanto ervilhas traziam um crescimento de 510 g e porções de milho podia aumentar em 925 g o valor da balança.

Relação entre quantidade de fibras e carga glicêmica

A quantidade de fibras pareceu um fator importante para a influência dessas frutas e vegetais na dieta. O consumo alto de vegetais com muitas fibras não estava associado a mudanças no peso, enquanto o consumo de itens com poucas fibras causava uma redução de 130 gramas. Pareceu estranho, mas ao excluir as batatas brancas (seja assadas, cozidas ou amassadas) do grupo com muitas fibras, a influência passou a ser maior para perda de peso: cerca de 86 gramas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para entender melhor essa relação, os estudiosos levarem em conta também a carga glicêmica dos alimentos, que mensura a quantidade de carboidrato em um alimento. Eles perceberam que vegetais com carga glicêmica baixa e quantidade de fibras alta eram mais eficientes na redução de peso do que os que tinham a quantidade de fibras também baixas. Ou seja, a quantidade de fibras influência mais quando ela é superior à quantidade de açúcar do alimento.