Apnéia do sono pode trazer complicações como hipertensão e arritmias cardíacas | Minha Vida
PUBLICIDADE

Apnéia do sono pode trazer complicações como hipertensão e arritmias cardíacas

Homens são os mais atingidos pela doença que atrapalha o descanso noturno

O Sono é atividade essencial para manter a saúde e melhorar a qualidade de vida além de ser considerado um período de repouso para o corpo e para mente. Porém para muitas pessoas essa não é uma realidade, a apnéia obstrutiva pode gerar diversos problemas para saúde e principalmente acabar com o conceito de um sono tranqüilo.

É uma doença caracterizada principalmente por pequenas interrupções durante o sono e o principal resultado é uma sensação de noite mal dormida, de sonolência e de fadiga no dia seguinte.

A Pneumologista Lia Azeredo Bittencurt, da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia, explica que fatores como idade acima de 40 anos, obesidade, consumo de bebidas alcoólicas e cigarro fazem com que a musculatura da faringe fique flácida, tornando a pessoa propensa a sofrer de apnéia.

Ao dormir, ocorre um relaxamento da musculatura, então é muito freqüente roncar. É um sinal de apnéia se a pessoa está roncando e de repente faz um silêncio, este silêncio é porque a garganta fechou, é uma parada respiratória", completa.

Além disso, a apnéia traz conseqüências e desconfortos imediatos. "A garganta fica estreitada e a pessoa tem pequenos despertares para tentar voltar a respirar. No dia seguinte ocorre o cansaço, a sonolência e a memória ruim", comenta a médica.

A apnéia obstrutiva do sono é mais freqüente nos homens: cerca de 4% das mulheres tem a doença, enquanto ela atinge aproximadamente 9% dos homens.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)