PUBLICIDADE

Com anatomia especial, pescoço merece tratamento diferenciado

Cremes e peelings ajudam a retardar o envelhecimento da região

Com anatomia especial, pescoço merece tratamento diferenciado Em diversas culturas, regiões do mundo e épocas diferentes da história, o pescoço sempre foi considerado um local especial do corpo para adornos, além de estímulo à atração pelo sexo oposto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Porem, com o tempo, percebeu-se que além de sexy ou estratégica, a região precisa de cuidados especiais para manter a harmonia do visual. Prevenção, tratamentos estéticos e até cirurgias para retirada do excesso de pele são indicados para preservar essa região do corpo.

De olho na anatomia

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É uma região que apresenta características anatômicas especiais. Possui pele com derme fina, além de delicadas fibras que conectam a pele a uma fina musculatura que recobre toda região cervical. Essa musculatura é denominada platisma. A camada de gordura que está abaixo da pele é delgada.

Envelhecimento da pele

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Com o processo de envelhecimento, tal pele, se não protegida de forte exposição solar, tenderá rapidamente a sofrer um processo chamado elastose. Ou seja, a perda da elasticidade com geração de flacidez e rugas que, por meio daquelas tênues fibras conectadas ao músculo, formarão os sulcos.

Dessa maneira, o músculo tende a se "esgarçar" em sua porção medial, acumulando muitas vezes gordura nessa região. A esse fenômeno damos o nome de "papada".

Além disso, há a perda do contorno da mandíbula, trazendo prejuízo ao famoso "triângulo da juventude", que é o formato do rosto triangular com o ápice apontando para o queixo.

É importante ressaltar que em qualquer fase da vida, o uso do filtro solar na região da face, pescoço e colo se faz obrigatório. Ainda mais em um país como o Brasil em que a radiação solar é elevada e comumente expomos tais regiões.

Depois dos 30

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Após os 30 anos de idade, recursos recentes devem ser considerados para retardar o processo natural de degradação do colágeno tecidual, como por exemplo, cremes a base de vitamina C e DMAE -R.

Avanços na área farmacêutica, com os princípios da nanotecnologia, têm trazido substâncias que, se manipuladas e usadas como cremes diariamente, podem auxiliar após os 35, 40 anos de idade.

Tais cremes auxiliam no estímulo de produção do colágeno local e na redução do acúmulo de gordura abaixo do queixo (papada). Já após os 45 anos, métodos mais agressivos como a aplicação de ácido poliláticono pescoço- Sculptra-R têm excelentes resultados para efeito lifting, além do laser Gênesis- R para estimular a derme superficial, apagando rugas finas e radiofrequência para remodelação do colágeno local (Accent-R).

Botox

A toxina botulínica tem efeito no apagamento nas chamadas "bandas platismais", causadas pelo afastamento medial do músculo platisma. Quando não há flacidez em excesso, o infravermelho curto - TITAN-R produz bons resultados quanto à um efeito lifting desejado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Pequenos procedimentos de lipoaspiração bem localizada na "papada", por volta dos 45 a 50 anos, podem ser indicados. Porém, quando o grau de flacidez da pele é grande, as "bandas platismais" são evidentes e o acúmulo de gordura faz com que haja perda do contorno cérvico-facial, daí recomenda-se a cervicoplastia.

Cervicoplastia

Trata-se de um procedimento cirúrgico para retirada do excesso de pele, aproximação das "bandas platismais" e retirada da gordura em excesso.

Esse procedimento, certamente, implicará em um pós-operatório com cuidados da pele por meio de peelings, cremes e, em alguns casos, manutenção com laser gênesis, carboxiterapia, e sculptraR.