PUBLICIDADE

Pele do pescoço é mais sensível e exige cuidados

Algumas medidas podem ser feitas para evitar o aparecimento de rugas e flacidez

Diferente da pele da face, a pele do pescoço é mais fina, delicada e pobre em lipídeos, o que caracteriza uma derme seca, menos resistente às agressões do meio ambiente e mais propensa à formação de rugas. Para prevenir o envelhecimento precoce do pescoço é fundamental a utilização de um bom creme hidratante, bem como a aplicação diária de um protetor solar, o que evita a danificação das fibras dérmicas pela radiação do sol. São essas fibras que garantem a firmeza e hidratação da pele.

Cada pessoa, evidentemente, envelhece à sua maneira, mas é geralmente na faixa dos 50 que muitas mulheres consideram fazer o primeiro lifting parcial, cirurgia plástica feita para rejuvenescer o pescoço e remover a pele flácida na linha da mandíbula. Antes disto, há vários recursos para tratar a pele do pescoço a fim de reduzir a papada, proveniente do acúmulo de gordura nesta região e do avanço da idade. A papada pode ser melhorada através de um processo de emagrecimento ou com a realização de uma lipoaspiração.

A gordura não é considerada um fator determinante para o envelhecimento, mas as pessoas que emagrecem e engordam com muita facilidade apresentam uma flacidez maior da pele na região do pescoço. O efeito sanfona faz com que a região apresente deficiências de colágeno e elastina. Com o tempo e devido "ao eterno engorda e emagrece" essas substâncias vão sendo produzidas em menor quantidade pelo organismo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Existem recursos para reduzir a papada, proveniente do acúmulo de gordura nesta região e do avanço da idade"

Para os casos em que a gordura fica acumulada no pescoço (região cervical) e abaixo do queixo (submento), o cirurgião plástico deve avaliar a indicação de uma lipoaspiração de papada. O procedimento esculpe e realça o ângulo e a linha da mandíbula, ajudando a corrigir a flacidez e desfazendo o queixo duplo.

A cirurgia, geralmente, dura menos de uma hora e é feita com anestesia local ou sedação. São feitos pequenos botões anestésicos com lidocaína, onde serão introduzidas as cânulas - duas atrás de cada orelha e duas atrás do queixo - para aspirar a gordura em excesso. Não ocorre descolamento da pele e as cicatrizes são imperceptíveis. Em relação aos cuidados pós-cirúrgicos, os pontos podem ser retirados em uma semana. São indicadas também sessões de drenagem linfática facial e, obviamente, deve-se evitar a exposição ao sol.

Cautela com a aplicação de toxina botolínica

Recentemente, o rejuvenescimento do pescoço ganhou "outra arma": injeções de toxina botolínica. O alvo das injeções é o platisma, um músculo bilateral que desce da mandíbula até a saboneteira, a depressão cercada de ossos logo abaixo do pescoço. À medida em que a idade avança, o platisma salta à vista e ainda puxa mais para baixo a pele já flácida do contorno do rosto, formando a papada pregueada.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A aplicação da toxina botolínica numa área triangular, bem no centro do músculo, faz com que ele relaxe. Sem tração, as pregas do pescoço se suavizam e a região logo abaixo da mandíbula se eleva. O tratamento vem sendo vendido como uma alternativa temporária à plástica tradicional. Esta região, no entanto, é uma área delicada, onde uma aplicação malfeita de toxina botolínica pode causar alterações da sensibilidade e problemas motores, como dificuldade de engolir, por exemplo. Sem falar no risco do rosto ficar mais puxado de um lado que do outro. É sempre bom ouvir muitos especialistas antes de decidir.