PUBLICIDADE

Mastopexia com prótese: entenda quando o silicone é necessário nessa cirurgia

Tire suas dúvidas sobre o uso do silicone na plástica para correção de seios flácidos

A cirurgia plástica vem avançando rapidamente em suas técnicas. No último congresso internacional de cirurgia plástica da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery), realizado em Setembro de 2014, muitas das novidades já podem ser feitas pelos cirurgiões plásticos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Entre tantos assuntos, a plástica de mama sempre é muito abordada pelos médicos, pois é uma das cirurgias mais feitas em todo o mundo. Um tipo de cirurgia muito buscado é a correção das mamas caídas, que também é conhecia como mastopexia. Nesse artigo, vou explicar um pouco sobre as opções para se melhorar o aspecto dos seios flácidos e quando essa cirurgia precisa ou não ser aliada ao uso de próteses de silicone.

A plástica para recuperação de mama caída precisa de prótese de silicone?

A cirurgia de remodelamento da mama, também conhecida como mastopexia, pode ou não ser associada com o uso de implante de silicone. Tudo depende da textura e densidade do tecido mamário. Se a mama for muito flácida quando se palpa e tem excesso de pele, pode ser necessário o uso de um implante pequeno para dar mais firmeza à mama. O motivo é que o cirurgião precisa remodelar a mama usando pontos para se aproximar os tecidos; se esse tecido aproximado não tiver uma densidade adequada, então o resultado poderá ser perdido e durar pouco. Por isso, os cirurgiões plásticos podem usar um pequeno implante que é colocado atrás do tecido mamário visando melhorar o suporte e projeção da mama. Essa conduta deve ser explicada pelo cirurgião plástico ao paciente, mostrando todos os benefícios e riscos da técnica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Podemos remodelar a mama com a gordura do próprio seio?

O volume do seio é determinado por, basicamente, tecido mamário e gordura. Quando o cirurgião plástico utiliza suas técnicas para remodelar a mama, ele precisa aproximar os tecidos que vão dar boa sustentação, formato e projeção mamária (além de ressecar o excesso de pele pendente). Geralmente, a gordura do próprio seio não tem essas características para nos trazer um bom resultado estético. A maior parte das técnicas envolve um remodelamento do tecido mamário que está em continuidade com a gordura (mas não apenas na gordura). No entanto, cada paciente tem uma anatomia particular e deve ser estudada pelo cirurgião que vai propor ao paciente a melhor conduta.

O grau de flacidez influencia no uso ou não de silicone na mastopexia?

A escolha de se utilizar prótese no remodelamento da mama leva mais em conta o excesso de pele pendente e a densidade da mama do que apenas a ptose (queda da mama). Em casos com grande perda de peso ou após a amamentação, o médico pode sugerir o uso de um pequeno implante para tentar trazer de volta o volume mamário perdido.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que pode ser feito para evitar a prótese, caso a paciente não queira usá-la?

A paciente é quem decide se vai ou não usar a prótese. O cirurgião pode apenas sugerir o uso do implante de mama, pois a maioria das técnicas atuais de remodelamento mamário para mamas com grande flacidez e perda de volume envolvem o seu uso.

Como alternativa, muitos médicos tem usado a lipoenxertia (uso de gordura de outras partes do corpo na mama) para aumentar o volume das mamas. Os congressos e literatura médica estão cada vez mais falando sobre essa possibilidade. No entanto, ainda não temos consenso absoluto sobre o assunto, mesmo já havendo relatos de bons resultados com essa técnica.

Outra possibilidade é usar retalhos que são pedaços de pele e tecido trazidos de outras partes do corpo; essa conduta é pouco feita, pois traz mais cicatrizes nas áreas de onde se obteve o retalho.

Como é a cicatriz da cirurgia que envolve o levantamento da mama e o implante de silicone?

A cicatriz da cirurgia do levantamento da mama (lifting de mama), com ou sem implante de silicone, pode ser: apenas vertical (da aréola até o sulco da mama) ou associada com outra cicatriz no sulco da mama (também chamada de "T invetido"). Essa cicatriz vertical, atualmente, tem sido sempre a menor possível. A qualidade estética da cicatriz independe do uso ou não do implante. Por outro lado, se o cirurgião utilizar um implante para aumentar o volume ao mesmo tempo do remodelamento, essa cicatriz horizontal pode ser menor (ou ausente) se comparada à técnica de remodelamento simples. Tudo depende do quanto de pele vai sobrar.

A cirurgia dura quantos anos?

Não é possível dizer com precisão a durabilidade da cirurgia, pois depende de muitos fatores. Por exemplo, se a paciente engorda e emagrece muito rapidamente ou engravidar, a cirurgia vai perder muito do resultado. Se a paciente não usar sutiã/top para sustentar as mamas, a força da gravidade e a movimentação constante dos seios para baixo pode "alongar" a mama e modificar o resultado. Portanto, a longevidade do resultado depende muito dos cuidados pós operatórios da paciente. Por isso, recomendo sempre o uso de sutiã cirúrgico por dois meses após a cirurgia e o uso contínuo de sutiã e top durante todo o dia, inclusive na hora de dormir.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)