PUBLICIDADE

Estrias: cremes cicatrizantes podem melhorar o problema?

Cremes tópicos só agem na superfície da pele e não são capazes de restaurar a pele

Estrias são lesões na pele causadas pela destruição das fibras elásticas e colágenas da pele, normalmente causadas quando a pele é esticada. Atualmente, cada vez mais marcas tem oferecido cremes cicatrizantes como uma opção de tratamento para este problema de pele.

Na realidade, os cremes hidratantes em geral ajudam a melhorar o aspecto das estrias. Os ativos utilizados, inclusive em alguns produtos que ficaram famosos por conta da mídia não são inovadores e muito menos consagrados para tratar as estrias.

A princípio, cremes ditos cicatrizantes de uso popular ou cosmético podem ter em sua composição inúmeras substâncias que podem melhorar a hidratação da pele e dar a falsa impressão de que traz algum resultado. Esses ativos, como concha triturada, não têm ação nenhuma, exceto o mecânico, caso esteja sendo indicado adequadamente para um efeito esfoliativo da pele.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sem comprovação científica

Conforme a regulamentação, produtos cosméticos não terapêuticos ou mesmo classificados como dermo-cosmético não tem responsabilidade nenhuma de ter provas científicas de sua eficácia. Não precisam ser estudados e nem avaliados por qualquer órgão regulatório quanto a qualquer efeito terapêutico. Tanto que a grande maioria das propagandas apresentam fotos de antes e depois visivelmente trabalhadas com programas de computador e sem qualquer cunho científico. Além disso, ainda podem causar irritação da pele, alergia ou piora de algum quadro dermatológico pré-existente.

Não existem cremes que tratem totalmente as estrias

As estrias podem ser avermelhadas (recentes) ou branco-amareladas (tardias). A largura dessas linhas pode ser variável e a pele sobre elas é fina. Quando palpadas, pode-se perceber que realmente há uma diminuição da espessura total da pele comparada com a normal ao redor. Podem também ser causadas por uso contínuo de corticóides em forma de cremes, ingerido ou através de outras vias de aplicação.

Nenhum dos cremes cosméticos ou dermocosméticos utilizados hoje tratam estrias. Os princípios ativos utilizados em sua formulação são incapazes de penetrar até a profundidade necessária para a formação de um novo colágeno, uma nova derme e seu efeito sobre a superfície da pele pode, no máximo, melhorar a hidratação. Mesmo os cremes à base de retinoides, ácidos diversos em alta concentração prescritos pelos dermatologistas, só são capazes de ajudar muito pouco e a sua ação é basicamente na superfície da pele.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Se até os tratamentos mais agressivos, por meio de peelings com diversas técnicas, injetáveis, aparelhos inúmeros de luz intensa, laser e outros não curam as estrias, que dirá mais cremes com ativos inespecíficos aplicados sobre as estrias.

Em relação as estrias então, os produtos cosméticos conseguem no máximo, hidratar a pele. Quanto as estrias vermelhas, elas naturalmente evoluem para claras, brancas ou levemente amareladas, portanto, esse efeito não é verdadeiramente resultante dos cremes, mas apenas uma evolução natural das mesmas.