PUBLICIDADE

Mais do que estética, pele bem cuidada é questão de saúde!

Não adianta passar vários produtos se você não se atenta a questões simples

Devemos encarar como uma questão de saúde, e não somente estética, a pessoa manter sua pele bem cuidada. A ampla utilização de cremes, por ambos os sexos, durante o verão, para hidratar o corpo, manter o bronzeado e evitar queimaduras de sol, nos leva a pensar esta estação como a que mais exige cuidados com a pele. No entanto, é justamente no inverno ou quando esfria a temperatura, que a pele torna-se mais ressecada, enrugada, áspera e opaca, devido ao frio e à umidade reduzida no ar. Em função da mudança climática, o corpo diminui a produção da gordura que forma o chamado manto lipídico da pele, responsável por protegê-la de bactérias, vírus e fungos.

Cuidados simples e fáceis de tomar no dia-a-dia
- Evite banhos quentes e demorados que vão retirar da pele a sua proteção natural, o manto hidro-lipídico, que faz um filme protetor natural da pele.
- Tome banhos mais curtos e com a água o mais frio que suportar.
- Use hidratantes potentes e várias vezes ao dia (pelo menos duas). Como não suamos muito no inverno a pele não tem aquela hidratação natural, portanto precisa de mais proteção. Use derivados do silicone (dimeticone, por exemplo), que faz um filme protetor, não deixando a água se evaporar. Tão prejudicial quanto o abandono do hábito de hidratar a pele com o fim do calor, é ignorar a aplicação de foto protetores com a chegada do frio.

Curiosamente, a radiação que o corpo recebe durante um bronzeado na praia é ínfima se comparada à exposição da pele aos raios UV-A e UV-B na vida cotidiana. Não se esqueça do filtro solar. Não é porque estamos no inverno que não há sol. Ele pode estar um pouco mais ameno, mas existe. Portanto, não deixe de usar um filtro que possa ser repetido no meio do dia.

Os cabelos também sofrem a ação do frio. Eles se ressecam com mais facilidade, por causa do frio e do vento. Aplicar um produto que os proteja é muito importante. Alguns produtos do tipo leave-in (sem enxágüe) ou termo ativados são importantes para esta proteção. Aplicar silicone também ajuda.
Os lábios também devem ser protegidos contra as agressões do inverno. A primeira coisa é sempre usar um lápis labial que vai proteger contra o sol e contra o frio, a base de manteigas (de cacau, de caritê), são protetoras e hidratantes. Pés e mão merecem um carinho especial, pois estão mais agredidos nesta época. Hidratantes mais espessos e mais constantes são os ideais, a base de óleo de uva ou de trigo e de uréia.

Muita gente não sabe, mas é no inverno que os tratamentos de manchas de pele oferecem os melhores resultados. Com a ausência do sol forte, fica mais fácil clarear as manchas, que muitas vezes são adquiridas no verão, pelo excesso de exposição à luz solar.

Outono e inverno é o melhor período para os peelings, devido à menor incidência dos raios solares, pois após esses procedimentos, para se evitar manchas nas áreas tratadas, é necessário que se intensifiquem os cuidados com a exposição direta e indireta ao sol. Até dentro de casa é preciso estar protegido.

Dr. Valcinir Bedin é médico formado pela Universidade de São Paulo, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Estética - Regional São Paulo e presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Cabelo.

Para saber mais, acesse: www.doutorbedin.com.br