PUBLICIDADE

Acessórios para skincare: como usá-los sem agredir a pele

Entenda como usar gadgets de beleza da maneira correta para eliminar resíduos presentes na pele

Maquiagem, mãos sujas e poluição estão em contato com o nosso rosto o tempo inteiro. Por isso, lavá-lo é essencial para eliminar impurezas adquiridas no dia a dia, independente do seu tipo de pele. É nessa etapa que os acessórios para skincare, como escovas e massageadores faciais, entram para auxiliar nesse processo. Mas é preciso saber usá-los para não causar danos e efeitos rebote.

De acordo com a dermatologista Daniela Neves, a proposta dos dispositivos de limpeza é diminuir a fricção durante a lavagem do rosto, minimizando possíveis agressões na pele durante a retirada de maquiagem e oleosidade. Dessa forma, a indicação é não esfregar as escovas e esponjas sobre o rosto, para não causar agressão.

"O ideal é ter orientação do dermatologista pra saber com qual sabonete utilizar essas escovas elétricas e esponjas massageadoras para não causar ressecamento excessivo da pele, sensibilidade, vermelhidão e ardência", recomenda a dermatologista da clínica Dr. André Braz, Luciana de Abreu.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Limpeza e esfoliação da pele

A indicação das especialistas é lavar o rosto duas vezes ao dia: ao levantar pela manhã e à noite antes de se deitar para dormir. A dermatologista da clínica Barraskin (RJ), Mônica Fialho afirma que peles secas e sensíveis devem esfoliar no máximo uma vez por semana, a fim de evitar ressecamento e descamação da pele.

Lavar o rosto em excesso

Segundo a dermatologista Luciana de Abreu, o prejuízo de lavar em excesso o rosto é causar a perda da barreira natural chamada manto hidrolipídico. Ela é uma camada externa protetora que reveste externamente nossa pele por ser constituída de lipídios - que são gorduras como ácidos graxos e ceramidas - e componentes aquosos que se dispõem na superfície da pele mantendo o pH adequado, protegendo contra infecções bacterianas, fúngicas e agentes externos do ambiente como poluição, além disso mantém a hidratação adequada da pele.

Quando se exagera na limpeza da pele, é possível notar consequências como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Ao observar esses sinais deve-se diminuir a frequência das lavagens diárias, mudança para um sabonete mais suave, sem ácido salicílico, por exemplo. Além disso, fazer uso de hidratantes adequados para seu tipo de pele, de preferência que contenha água termal, ceramidas e ácido hialurônico na composição", completa a dermatologista.