PUBLICIDADE

Saiba como cuidar do cabelo seco para evitar o ressecamento

O cabelo seco possui pouca oleosidade natural, o que o torna mais propício ao ressecamento se não for cuidado adequadamente

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

O cabelo seco é caracterizado pela falta de lubrificação tanto no couro cabeludo quanto no comprimento dos fios. Essa lubrificação nada mais é do que um óleo natural produzido pela glândula sebácea para nutrir os cabelos da raiz até as pontas.

Sem essa oleosidade natural, como é o caso do cabelo seco, os fios ficam opacos, com frizz e desidratados. Além disso, esse tipo de cabelo tem mais facilidade para quebrar e, consequentemente, ter mais pontas duplas.

É muito comum confundir um cabelo seco com um cabelo ressecado. No entanto, por mais que os fios secos sejam mais propensos à desidratação, isso não quer dizer que ele seja necessariamente ressecado. Afinal, o cabelo é seco é igual ao ressecado? Confira abaixo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como diferenciar o cabelo seco do ressecado?

As características do cabelo seco são mais comuns em fios cacheados do que em lisos. Isso acontece por conta das ondulações dos fios. "Um cabelo cacheado tende a ser mais seco pois o formato das ondas dos cabelos dificulta a chegada dos nutrientes e óleos produzidos no folículo piloso até o final da haste (fio)", explica a dermatologista Carla Bortoloto, especialista em tricologia.

O cabelo seco está mais propício ao ressecamento - Foto: Getty Images
O cabelo seco está mais propício ao ressecamento - Foto: Getty Images

Um cabelo ressecado possui basicamente as mesmas características do cabelo seco, por isso é tão comum confundi-los. Mas qualquer tipo de cabelo pode ficar ressecado, seja ele liso, ondulado, cacheado ou crespo, porque o ressecamento é uma condição de fragilidade dos fios, portanto pode acontecer, por exemplo, da fibra do cabelo estar ressecada e o couro cabeludo oleoso.

Segundo a tricologista Carla Bortoloto, o cabelo seco é uma condição natural que pode apresentar piora após procedimentos químicos. Já o cabelo ressecado é um período de fragilidade dos fios, ou seja, foi feito algo para que ele esteja nesse estado de ressecamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Um gerenciamento respeitando as necessidades do cabelo é essencial para devolvermos os nutrientes necessários. O mais importante é saber se ele está nesta condição de ressecamento ou se sempre teve essa característica mais seca, avaliando couro cabeludo e fios", pondera a tricologista Viviane Coutinho.

Cuidados com o cabelo seco

Embora o cabelo seco se diferencie do cabelo ressecado por ser um estado natural dos fios - principalmente daqueles mais cacheados e crespos -, quando não cuidado adequadamente, a falta de oleosidade natural pode levar ao ressecamento.

"Cabelos secos têm mais tendência a ficarem ressecados, pois já sofrem com falta de nutrientes e oleosidade natural. É mais fácil um cabelo seco ficar ressecado do que um cabelo oleoso", esclarece a especialista Carla Bortoloto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por isso é tão importante cuidar do cabelo seco atendendo suas necessidades e particularidades para que ele não fique ressecado. A tricologista Viviane Coutinho ensina alguns cuidados com o cabelo seco no dia a dia:

"Os cabelos que são mais submetidos à química, como coloração, descoloração e alisamentos tendem a ser mais ressecados, porosos e frágeis do que os naturais", ressalta a tricologista Viviane Coutinho.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dessa forma, os cuidados com os fios secos são essenciais para evitar condições de ressecamento. "O importante é analisar mais de perto as necessidades e direcionar para diminuir riscos de fragilidade, quebra e danos. Uma ajuda profissional é super importante", completa.