PUBLICIDADE

Suas pintas podem ser um risco à saúde?

Descubra se elas podem se tornar um câncer e quando é indicado operá-las

Elas não são manchas, verrugas e nem sardas. Para elas, existe uma definição científica própria: nevos melanocíticos ou, como são conhecidas popularmente, pintas. Segundo a dermatologista Thaís Badiz, da Unifesp e da clínica Clinderm, algumas delas estão conosco desde o nascimento e outras vão aparecendo ao longo da vida. "O fato de uma pessoa apresentar mais ou menos pintas varia de acordo com sua herança genética, os cuidados com a exposição solar e a cor da pele, uma vez que pessoas mais claras costumam ter mais pintas", explica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mas o que deixa muita gente em dúvida é se elas são apenas um charme ou se oferecem algum risco à saúde. Afinal, elas podem se tornar um câncer de pele? Operar é perigoso? Para tirar essas e outras dúvidas, conversamos com especialistas para elaborar o quiz abaixo. Teste seus conhecimentos!

1/7

Pintas podem se tornar um câncer?

2/7

Operar uma pinta aumenta o risco de o local se tornar um câncer?

3/7

Arrancar pelos de pintas pode causar complicações?

4/7

Quais características indicam possível necessidade de remover uma pinta?

5/7

Em geral, as "pintas problema" costumam ser:

6/7

Pintas com relevo exigem cuidados especiais?

7/7

Quando é recomendado remover uma pinta benigna e sem potencial canceroso?