PUBLICIDADE

Crises conjugais ameaçam a relação

Quando os problemas começam a aparecer, é hora de procurar ajuda

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Ultimamente tem sido grande o número de pessoas que nos procuram em função de dificuldades no relacionamento. Normalmente isso ocorre devido idealização em relação ao parceiro e ao próprio relacionamento. Hoje não há tolerância, paciência com nada, às vezes uma questão que poderia ser resolvida de forma tranqüila, passa a ser motivo para uma separação.

Talvez, pudesse ser interessante que cada um pensasse o que espera do parceiro, quais são seus próprios desejos, expectativas, objetivos, tanto individuais e até comum.

Falando assim parece simples, mas não é bem assim, muitos casais casam-se sem ao menos saber o significado de uma parceria, o mito da felicidade eterna ainda é forte. Temos também aqueles que estão tão envolvidos com suas fantasias e expectativas em relação ao outro que acabam passando a responsabilizar o parceiro pela sua realização pessoal. É aí que mora o perigo!

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nota-se que há uma grande diferença entre o casamento de fato e o casamento tão sonhado. Muitos esquecem que para haver uma parceria funcional, precisa haver; respeito, admiração, companheirismo, cumplicidade, amor. Um casal é um casal, ou seja, uma parceria entre duas pessoas que passam um bom tempo juntos, com objetivo, projetos de vida comuns e desejo de ficarem juntos. Porém, não se deve desconsiderar que além do casal, existem duas pessoas, dois SERES que desenvolvem outros papéis em sua vida, além de marido, parceiro e companheiro. Não fique esperando que seu (sua) amado (a) passe 24h do dia pensando e desejando você. Outras coisas acontecem em sua volta, daí se espera que cada um possa aprender a respeitar a individualidade, o momento, a liberdade um do outro. Pensem nisso!