PUBLICIDADE

Silêncio (aquietando o barulho da mente)

Se permita parar por alguns instantes e sentir a vida que há em você

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

O silêncio não é uma oração você não está pedindo nada. O silêncio é a celebração de seu ser.

Todos têm momentos em que é fundamental o silêncio. O ouvir a si mesmo, ou melhor, ouvir o som do silêncio dentro de você. Muitas vezes é preciso buscar um retiro sem TV, sem livros, sem música estar você com você.

No início da prática, é terrível, mas com o tempo as pessoas se acostumam ao silêncio e depois de algum tipo de prática até mesmo em lugares barulhentos e confusos encontramos o silêncio.

No início a mente fica: pergunta resposta... pergunta resposta... pergunta resposta. Mas quem está perguntando e respondendo?

Não se deixe invadir nessa hora. Se você se apoiar, não sentirá tanta falta das pessoas. Todos os iluminados sobem a montanha para se aquietarem.

O silêncio nos faz descobrir quem somos, neste eterno presente, essa descoberta é

tão satisfatória que acabamos por renunciar a tantas ambições por perceber que tudo é ilusório e que nem tudo depende de nós.

Estamos fluindo de acordo com a vida, querendo ou não.

Todos os iluminados dizem: você não é seu corpo e seus pensamentos. O Buda Satyaprem ensina: Porque você é silêncio e silêncio é singular, não existem dois silêncios. Porque ele não pode ser medido. Ele é imensurável. Silêncio é tudo o que existe. Silêncio é outro nome do teu ser.

Os ruídos definitivamente são plurais. Tem Silêncios distintos? Não... e tudo o que está aquém é o barulho. É o nosso mal-entendido. Remover o mal-entendido nos leva diretamente para o silêncio. Esse silêncio é conhecido no oriente como Sat Chit Ananda: Verdade, Consciência e Bem Aventurança.

Quando você se aquieta ou observa os pensamentos, você percebe que você é o silêncio. A sua essência, a minha e a de todos os seres é silênciosa.

Muitos discípulos questionaram mestres com a pergunta: Como me tornar silêncioso, como perceber o divino em mim . Os mestres respondem:

É impossível você se tornar isso, pois você já é isso





Você gosta ou consegue ficar em ambientes silenciosos?