PUBLICIDADE

NoFap: quando a masturbação se torna prejudicial

Entenda o termo NoFap, método usado para que homens e mulheres parem de consumir pornografia

Embora a masturbação traga inúmeros benefícios para a saúde e seja recomendada por alguns especialistas em sexualidade no tratamento de queixas sexuais, quando é praticada em excesso pode fazer mal à saúde física e mental.

NoFap é um termo novo e significa "não masturbação", principalmente masculina, e foi criado por Alexander Rhodes no fórum Reddit após ele ler um estudo chinês sobre o aumento da testosterona em homens que ficaram sete dias sem se masturbar. Desde então, o movimento NoFap tem ganhado diversos adeptos para abandonar o vício por masturbação e o consumo de pornografia.

Entenda quando a masturbação é um problema (Foto: Getty Images)
Entenda quando a masturbação é um problema (Foto: Getty Images)

É muito comum ver homens consumindo muita pornografia e viciados em masturbação. Um pesquisador canadense chamado Simon Lajeunesse realizou em 2009 um estudo com homens cisgêneros e heterossexuais de 20 anos. Ele descobriu que todos os homens consumiam ou já tinham consumido pornografia em algum momento da vida e que muitos têm o primeiro contato com pornografia por volta dos 10 anos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O consumo excessivo de pornografia por homens influencia diretamente na sexualidade e, por consequência, a forma de pensar, sentir, agir com relação ao ato sexual e a forma como as parcerias, principalmente as mulheres, são vistas.

Além disso, já existem estudos que comprovam que o uso excessivo de pornografia favorece o desenvolvimento de ejaculação precoce e de disfunção erétil, além de andar lado a lado com o machismo na objetificação do corpo e do prazer feminino.

A maior dificuldade enfrentada no consumo de pornografia vem quando ela é entendida como forma de ?educação sexual? para os homens, validada pela masculinidade tóxica e vista de forma ?normal? pela sociedade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ao normalizar isso, temos que repensar quais os perfis de homens estamos "formando"em nossa sociedade. Garry Wilson, em uma palestra no TEDx, fez o seguinte questionamento: "Se começarmos a aceitar que garotos de 10 anos de idade fumem, acharíamos então normal esses mesmos garotos terem câncer de pulmão".

Como saber se tenho um vício em masturbação e pornografia?

Faça para si as seguintes perguntas:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quanto maior a frequência dos acessos à pornografia, maiores são os riscos ede desenvolver prejuízos à saúde física e mental

Quais os benefícios do NoFap?

Homens que já passaram pelo movimento relatam, entre os aspectos físicos, a melhora do foco, da concentração, da memória, da qualidade do sono e da qualidade do esperma. Entre os aspectos emocionais e psicológicos, melhora da ansiedade, da depressão, de fobias, dos relacionamentos interpessoais e amorosos e do orgasmo.

Como funciona o NoFap?

NoFap é um movimento que propõe diversos modos e tempos de duração para a pausa ou encerramento da masturbação e consumo de pornografia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Lembrando que cada grupo vai desenvolver seus modos e tempos, então essas informações podem variar de grupo para grupo.

Mulheres e o NoFap

Algumas mulheres, ainda em minoria, assim como a população LGBTQIA+, têm aderido ao movimento NoFap com mesmo objetivo dos homens: embora em menor quantidade e consumo tardio, muitas mulheres podem ser tornar viciadas em masturbação e pornografia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Masturbação em excesso também pode ser um problema para mulheres (Foto: Getty Images))
Masturbação em excesso também pode ser um problema para mulheres (Foto: Getty Images))

Assim como os homens, as mulheres, ao consumirem pornografia, podem objetificar seus corpos e prazer na relação sexual, gerando uma grande cobrança pelo desempenho "aprendido" nos vídeos e fotos.

Precisamos entender que tudo consumido e vivenciado de forma desequilibrada pode se tornar prejudicial à saúde. Aquilo que é benéfico, lhe trazendo saúde, pode se tornar maléfico se você não se cuidar. Procurar profissionais especialistas no assunto pode fazer toda diferença no seu acompanhamento.