PUBLICIDADE

Ciência explica por que paramos de ouvir músicas novas após os 30

A rotina atarefada nessa idade pode fazer com que não tenhamos tempo para nos dedicarmos a novas experiências musicais

Ouvir música é uma das principais fontes de prazer para o ser humano. Esta forma de arte é capaz de nos proporcionar conforto e segurança nos momentos mais difíceis de nossas vidas. E ao descobrirmos novas canções, somos apresentados a um novo mundo de possibilidades. Entretanto, segundo um estudo realizado pela plataforma de streaming "Deezer", essa experiência pode ser interrompida ao atingirmos 30 anos de idade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para entender os motivos, os pesquisadores entrevistaram 1,000 britânicos sobre seus motivos para pararem de descobrir novas canções. Para 19% dos entrevistados, a enorme quantidade de escolhas os desencorajam a ter novas experiências musicais. Em 16% dos casos, um trabalho que demanda grandes quantidades de tempo impossibilita a descoberta de novas canções. E para 11% dos participantes da pesquisa, cuidar de seus filhos é um fator que impossibilita a apreciação de novas músicas.

Entretanto, quase metade dos entrevistados (47%) alegaram que sentem vontade de se dedicarem a expandirem seus gostos musicais. 60% das pessoas alegam ouvir sempre as mesmas canções, enquanto 25% afirmaram que não gostariam de descobrir novas músicas que não pertencessem aos seus gêneros favoritos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A idade em que mais ouvimos músicas novas

De acordo com a pesquisa, indivíduos com 24 anos de idade são os que mais descobrem canções novas. É nessa idade em que 75% das pessoas alegam ouvir dez ou mais músicas novas por semana, com 64% desse público descobrindo cinco novos artistas por mês.

Após esta idade, a habilidade das pessoas de acompanhar as novas tendências musicais apenas cai. Porém, além da falta de tempo, alguns pesquisadores sugerem que nós escutamos as mesmas músicas por conta da nostalgia. Um estudo publicado no periódico Memory & Cognition mostra que a música tem um grande poder de evocar memórias, nos trazendo recordações do passado que gostamos de reviver.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Conclusões

Isto não significa que você não irá descobrir novas canções mais tarde em sua vida. Entretanto, suas respostas psicológicas não serão mais fortes ao descobrir músicas novas, porque aos 30 anos de idade, é comum que não estejamos tão abertos a novas experiências como na adolescência.

Outro motivo para escutarmos as mesmas canções o tempo inteiro, é por estarmos na "fase de antecipação". Se você se arrepia ao ouvir suas músicas favoritas, é sinal de que você pode estar tendo respostas hormonais às experiências musicais.

Estas respostas podem vir em forma de dopamina, por exemplo. Antes de uma canção atingir o seu ápice, nós antecipamos este momento. E quando esse momento chega, nosso cérebro sente-se recompensado, liberando a dopamina, que nos gera uma sensação de bem estar.

Isto acontece principalmente com canções que não ouvimos há um bom tempo, e caso tenhamos descoberto a música entre os 12 e 22 anos de idade, a euforia pode ser ainda maior, já que nessa fase, as experiências criam raízes mais profundas em nosso subconsciente. Sendo assim, novas músicas podem não causar o mesmo impacto, fazendo com que tenhamos um menor interesse por elas.