PUBLICIDADE

Conheça os diferentes tipos de fórmulas para bebês não amamentados

O tipo varia de acordo com as necessidades nutricionais de cada pequeno

Em meu último artigo, falei sobre as opções para as mães que não conseguem amamentar poderem alimentar bem seus filhos, ressaltando como a amamentação é importante e deve ser sempre a primeira opção, por trazer benefícios para a saúde do bebê e da mãe também.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Porém, quando a mãe está impossibilitada de dar de mamar e o pediatra decide que o bebê precisa tomar uma fórmula, existe uma extensa lista de tipos, que pode muito bem confundir as mães. Por isso, listarei a seguir os tipos mais comuns e quais são as diferenças entre elas. Mas não esqueça, a escolha deve ser feita junto com um profissional capacitado.

Fórmula para prematuros

São fórmulas especialmente desenvolvidas para atender as necessidades alimentares de bebês prematuros, considerando a particularidade de apresentarem maior imaturidade digestiva, metabólica e imunológica quando comparados aos bebês que nasceram no tempo certo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fórmula de partida

São fórmulas recomendadas para de 0 a 6 meses de vida, preenchendo as necessidades nutricionais de crianças saudáveis. Geralmente são à base de leite de vaca e para que sua composição se assemelhe ao leite materno, ele é modificado para adequar a quantidade e tipo de carboidratos, proteínas e gorduras.

A proteína do leite é bastante alterada nas fórmulas para tornar sua digestão mais fácil, já que os bebês só estarão aptos a digerir leite de vaca integral depois do primeiro ano de vida. Além disso, o leite de vaca comum não é recomendado por também ser pobre em ferro e vitamina C.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fórmula de segmento

São fórmulas indicadas como substituto do leite materno a partir do 6o mês de vida até a 1a infância (12 meses aos três anos de idade). Semelhante às fórmulas de partida, nutrientes são acrescentados para atender as necessidade nutricionais das crianças nesta faixa etária.

Fórmula sem lactose

Quando houver suspeita de intolerância à lactose o açúcar naturalmente presente na composição do leite, o pediatra poderá indicar este tipo de fórmula para a criança.

Fórmula à base de soja

A fórmula à base de soja é feita a partir de grãos de soja e é isenta de lactose e sacarose (açúcar comum). É igualmente enriquecida com vitaminas, minerais e outras substâncias e sua indicação é geralmente para crianças com intolerância à lactose, deficiência na produção de enzima que quebra a galactose ou alergia a proteína do leite de vaca. Não está comprovado cientificamente que fórmula à base de soja reduz cólicas intestinais. Mas algumas mães relatam que ao substituir a fórmula à base de leite de vaca para as que usam soja, elas sentiram que isso conforta ou alivia as cólicas de seus filhos.

Embora a alergia a proteína do leite de vaca seja o tipo mais comum em crianças, mais da metade apresentam simultaneamente outro tipo de alergia associada, como por exemplo, a soja. Isso pode ocorrer devido uma predisposição genética e/ou pela introdução precoce de alimentos antes do sistema digestivo e imune do bebe estar preparado.

Fórmulas A.R. - Antiregurgitamento

As fórmulas antiregurgitamento, são indicadas em casos de crianças com refluxo gastresofágico, que pode ser um sintoma de uma alteração fisiológica ou de outras doenças como, por exemplo, a alergia ao leite de vaca. Estas fórmulas possuem um agente espessante, que torna a fórmula um pouco mais "grossa", dificultando o retorno do leite do estômago para o esôfago após o bebe ser amamentado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fórmula semielementar

São formulações à base do soro do leite ou de soja em a proteína está de mais fácil digestão para crianças. Infelizmente elas apresentam um sabor desagradável o que dificulta a adesão das crianças a este tipo de leite artificial.

Fórmula elementar

São à base de hidrolisado proteico, processo que resulta em 100% de aminoácidos livres. São fórmulas geralmente indicadas para crianças com alergia ao leite de vaca, má absorção intestinal, doença de Chron, entre outras. Sua prescrição normalmente ocorre quando as outras fórmulas já foram testadas e não obtiveram sucesso.

Como preparar a fórmula

Geralmente as latas de fórmula para bebês de até um ano contêm uma colher medida que deve ser utilizada para dosar o leite em pó e misturar à água previamente fervida e resfriada. Pode-se também utilizar água mineral para o preparo da fórmula.

Muita atenção no manuseio da fórmula e dos utensílios que serão utilizados no preparo da mamadeira. Abaixo, segue algumas orientações para a correta utilização das fórmulas infantis:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Alguns bebês não apresentam dificuldade com a ingestão de fórmula infantil. Mas não raramente, algumas crianças desenvolvem cólicas intestinais, constipação (prisão de ventre), refluxo, diarreia e outras complicações. Caso estes eventos aconteçam será necessário trocar, podendo ocorrer por diversas vezes até encontrar o tipo e a marca que a criança melhor se adapta.

E apesar dos avanços na área de produção de alimentos infantil, a ciência ainda não conseguiu reproduzir os atributos singulares que fazem do leite materno o alimento mais indicado para o ser humano nos primeiros anos de vida. Se a mãe tem a possibilidade de praticar o aleitamento materno, não deve pensar duas vezes. O leite materno contem todos nutrientes e componentes protetores para o desenvolvimento adequado do bebe. Apenas em casos específicos, recomenda-se complementar a amamentação com fórmula ou suspender a amamentação substituindo-a por fórmulas infantis. O importante é que seu filho ganhe peso adequadamente e se desenvolva forte e feliz!