PUBLICIDADE

Separe os 10 itens indispensáveis na bolsa do bebê

Leve esses produtos sempre com você e evite surpresas quando estiver fora de casa

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Sair com o bebe rende um episódio de novela. A lista de imprevistos chega a tirar o ânimo das mães, que sofrem pensando no que precisam carregar a cada volta fora de casa. Tanta precaução é, realmente, necessária. Os bebês precisam de cuidados especiais e as mães têm de estar preparadas para qualquer incidente , afirma a pediatra Juliana Zaccarias Gomes, de São Paulo. Com a ajuda dela, montamos uma lista com os dez itens que não podem faltar na bolsa do seu bebê. Basta deixar tudo separado e, simplesmente, conferir na hora de pôr os pés na rua. A lista é simples e reúne tudo o que é indispensável aos cuidados básicos.

1) Analgésico e antitérmico

Dor e febre são sintomas bastante comuns em bebês. Algumas células de defesa, quando encontram vírus e bactérias, sinalizam para regiões especiais do cérebro. Essas regiões elevam a temperatura do corpo com o objetivo de diminuir a multiplicação dos invasores. A febre pode fazer parte do quadro clínico de uma grande variedade de doenças, na maioria das vezes, infecciosas. Se a criança estiver com temperatura igual ou maior que 37,8º C, ela pode ser medicada com o antitérmico prescrito pelo pediatra. O mesmo vale para o analgésico: leve sempre com você aquele que o pediatra indicar e não deixe o bebê chorando de dor.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2) Algodão/Lenços

Umedecidos A cada troca de fralda, o bebê precisa ser limpo com algodão umedecido em água morna. Isso facilita a remoção da urina e das fezes, sem irritar a pele do bebê. Fora de casa, a operação é bem pouco prática e os lenços umedecidos facilitam a rotina. Mas não faça desses lencinhos um hábito: o algodão com água é a melhor pedida para a pele delicada. Nos recém-nascidos em que ainda não houve a queda do coto umbilical, faça a limpeza da região a cada troca de fralda, usando algodão ou cotonete embebido em álcool 70%.

3) Álcool a 70%

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Até que ocorra a queda do coto umbilical (por volta de 7 a 15 dias de vida), ele deve ser limpo com álcool a 70% ou Clorexidine alcoólico a 0,5% a cada troca de fralda. Portanto, leve sempre na bolsa um potinho com a solução de sua preferência.

4) Termômetro

Deve fazer parte do arsenal básico de toda mãe. Toda suspeita de febre tem de ser imediatamente verificada com a medição correta da temperatura. Apesar de muitas mães se sentirem capazes de diagnosticar a febre com a simples colocação da palma da mão na testa ou no tronco do bebê, essa medida não é confiável e, por isso, não é levada em consideração pelos pediatras.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

5) Pomada de assaduras

A pele que entra em contato com a fralda fica mais sensível a irritações devido às fezes e à urina. Além disso, é uma região que permanece abafada na maior parte do tempo. Isso favorece o surgimento de dermatites e até de infecções por alguns fungos. Para evitá-las, recomenda-se o uso de pomadas contra assaduras a cada troca. Fale com o pediatra do seu bebê para escolher uma marca confiável.

6) Mamadeira com água

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os bebês devem ser constantemente hidratados. Por isso, lembre-se de oferecer água filtrada ao seu filho regularmente. Ao sair de casa, leve sempre uma mamadeira com água. Nos dias quentes, vale levar a água numa garrafinha própria, para mantê-la fresca por mais tempo. Mas isso só após os seis meses de idade: antes disso, os bebês devem ser alimentados apenas com o leite materno, que oferece a hidratação adequada.

7) Fralda descartável

Sair sem algumas fraldas para troca é passar apuros, na certa. Leve, ao menos, três mudas, evitando atrasar muito as trocas. Isso previne assaduras e irritações, deixando a criança mais tranqüila.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

8) Fralda de pano

Uma fralda de pano é muito útil nas refeições fora de casa e para limpar o bebê quando há regurgitação. Caso os dentinhos estejam nascendo, vale até pôr duas delas na bolsa.

9) Cotonete

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ele é muito útil, mas não para a limpeza dos ouvidos: o cotonete pode levar à inflamação do conduto auditivo externo, com o aumento da produção de cera e formação de rolhas de cerume. Além disso, a haste com algodão na ponta pode lesar a membrana do tímpano. Use o acessório para a limpeza do coto umbilical com álcool a 70%.

10) Roupas

Uma mãe prevenida deve incluir uma troca de roupa na bolsa do bebê. Ao longo do dia, a criança pode se sujar com leite regurgitado, salivação excessiva (em bebês na fase da erupção dentária) e escapes de urina e fezes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)