Movimentos do bebê durante a gravidez: quando eles começam?

Dependendo da época da sua gestação pode aparecer que existe uma discoteca dentro da sua barriga

O movimento do bebê dentro da barriga pode gerar grandes expectativa e dúvidas na gestante. Afinal, o que esperar nesses momentos? Bom, o movimento do bebê costuma acontecer por volta de sete ou oito semanas. De acordo com a ginecologista e obstetra Kelly Alessandra Tavares, a movimentação ocorre por causa do início da atividade cerebral do bebê.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"No início os movimentos são um pouco mais brandos, com o bebê bocejando ou abrindos os olhos. Algumas gestantes ainda não conseguem perceber", pontua a especialista. No entanto, pode acontecer de a partir da nona semana a gestante sentir como se houvesse borboletas na barriga. Esse tipo de sensação pode significar que o bebê está soluçando.

Com o passar da gestação, é comum a mãe sentir novos movimentos e de maneira mais intensa. Geralmente isso começa a acontecer a partir da vigésima semana. Essa é a época em que os chutes e cambalhotas surgem. Kelly explica que essa manifestação do bebê é algo positivo, pois evidencia que ele está tendo uma boa oxigenação cerebral.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por que o bebê se movimenta dentro da barriga?

Quando estamos em uma posição desconfortável, a tendência é que a gente adeque nossa posição... Certo? Com o bebê acontece a mesma coisa. Ele estica as pernas, braços, vira cambalhota e pode intercalar entre ficar sentado, de cabeça para baixo ou na transversal. Esse tipo de manifestação costuma acontecer até a trigésima semana. Sendo assim, quando a gestante começa a sentir o bebê agitando dentro da barriga pode significar que ele está intercalando entre uma posição e outra ou dando uma cambalhota.

Por volta da trigésima semana, no entanto, a movimentação se torna menos brusca, mas isso não quer dizer que está mais leve. É nessa hora que você pode começar a sentir aqueles chutes, cotoveladas e manifestações que mostram o quão forte é o bebê antes mesmo de nascer.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que acontece é que a partir deste momento o bebê começa a ter menos espaço dentro do útero, e consequentemente se movimentar menos.

Por volta das 36 semanas, o bebê costuma ficar em uma posição mais frequente. A especialista explica que, na maioria das vezes, ele costuma ficar de cabeça para baixo. Durante essa época é possível a gestante sentir uns chutes mais fortes, que podem até incomodar um pouco.

No final da gravidez, a movimentação diminui porque o espaço também está cada vez menor. Nessa época, caso o bebê mude de posição, pode acontecer de aparecer aquelas movimentações engraçadas que dão a impressão de que o bebê pode sair a qualquer momento. Na verdade, isso mostra apenas que o bebê está acordado.

Existe uma quantidade de chutes que o bebê dá?

Não existe uma resposta certa para essa questão. Na verdade a quantidade de movimentos dos bebês depende de algumas características particulares. Kelly explica que existem bebês que se movimentam mais que outros simplesmente por terem um temperamento mais agitado. Além disso, o comportamento da mãe também pode influenciar a movimentação da criança. "Se a mãe está mais agitada ou estressada, ela vai sentir uma movimentação mais intensa na barriga. A partir da semana 22 o bebê já é capaz de ouvir o que acontece do lado de fora. Caso ele escute sons agitados, também poderá se movimentar", conta.

O é que possível ser feito é a mãe observar o padrão de comportamento do bebê. Somente a partir da observação é possível saber se ele está se movimentando com maior ou menor frequência.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Alimentação da mãe pode influenciar na movimentação do bebê

Além de o bebê conseguir sentir de alguma forma a vibração emocional da mãe, o tipo de alimento que ela consome também pode influenciar. Kelly explica que quando a mãe come chocolate ou outros alimentos açucarados o bebê provavelmente ficará mais agitado. Existem algumas mães inclusive que comem um chocolate antes de fazer um ultrassom para ver o bebê dando piruetas dentro da barriga.

Vale lembrar que os nutrientes ingeridos pela mãe também nutrem o bebê. Sendo assim, quando a mãe come um chocolate, a placenta fica mais adocicada, provocando maior agitação dentro da barriga.

Da mesma forma, caso a gestante fique muito tempo sem comer, pode acontecer de a criança se movimentar menos. Por isso é importante respeitar uma rotina de alimentação saudável e nutritiva.

Uma discoteca dentro da barriga

Provavelmente você já deve ter visto vídeos e fotos na internet de bebês se movimentando muito dentro da barriga - quase como se eles estivessem em uma discoteca. E aí, esse tipo de manifestação acontece ou não?

Como dissemos anteriormente e de acordo com a especialista, isso acontecer ou não depende do temperamento do bebê, do tipo de estímulo ao qual ele foi exposto, do tipo de alimentação da mãe. Não existe via de regra. Até o bebê completar 30 semanas sua movimentação é muito intensa, de forma que é até possível ver as "estripulias" que ele faz.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

E se o bebê não mexer?

Enquanto uns dão piruetas dentro da barriga, outros parecem que são verdadeiros dorminhocos. Qual é o parâmetro? Bom, primeiro é importante dizer que não é porque você não sentiu que o bebê não mexeu. Pode ser, por exemplo que você esteja muito atarefada e não teve oportunidade de observar as manifestações de seu bebê. Ou então seu bebê pode se mexer de maneira mais calma, ficando mais difícil notar.

Se isso acontecer, saiba que existem táticas para estimular o bebê a se agitar:

Coma um chocolate: o açúcar presente no alimento adoça a placenta e incentiva a movimentação do bebê

Coloque uma música agitada: o ambiente externo pode estimular o bebê a mudar de posição

Aponte uma lanterna para a barriga: a partir da semana 23 o bebê tem uma capacidade maior de identificar luz e escuridão. Sendo assim, se você colocá-lo em contato com a luz, provavelmente ele irá se mexer

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Converse com o seu bebê: sons externos podem estimular o bebê a se movimentar. E nada melhor do que escutar a voz da própria mãe

Deite-se: Talvez você não costume sentir o bebê mexer durante o dia, mas se prestar atenção durante a noite provavelmente irá sentir. Uma forma de fazer com que o pequeno se mexa é deitar-se de barriga para cima.

Se mesmo assim você não sentir o bebê mexer, converse com seu obstetra.