PUBLICIDADE

Parei de tomar anticoncepcional. Posso engravidar no 1º mês?

Entenda em quanto tempo sua fertilidade está de volta quando para de tomar pílula

Por AndreyCherkasov/Shutterstock
Por AndreyCherkasov/Shutterstock

Se você quer engravidar ou apenas parar de tomar pílula hormonal, a pergunta é a mesma: parei de tomar anticoncepcional, posso engravidar no primeiro mês? A resposta é sim, e tem relação com o modo como o método age no corpo.

O anticoncepcional hormonal oral, a famosa pílula, atua desde o primeiro ciclo inibindo a ovulação, para que não haja o encontro dos dois protagonistas na hora de fazer um bebê: o óvulo e o espermatozoide.

"Quando a mulher para o contraceptivo, volta a ovular. A partir do momento em que os ciclos ovulatórios são restaurados, ela já pode engravidar", explica a ginecologista e obstetra Karina Tafner, especialista em endocrinologia ginecológica e reprodução humana pela Santa Casa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os casos em que isso não acontece, quando o ciclo demora a se restaurar após parar a pílula, são exceções.

Injeções anticoncepcionais

Quando uma mulher usa as injeções anticoncepcionais, a história é diferente. Elas, sim, vão inibir a ovulação por mais tempo depois do último uso.

Essas medicações injetáveis são aplicadas na farmácia, mesmo, via muscular. Após entrar no corpo da mulher, a injeção forma um "depósito" de hormônio local, que libera os hormônios de forma gradual.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Esse "depósito" de hormônios no músculo pode ter duração de 1 ou 3 meses, o que varia conforme o tipo de injeção, e pode manter sua atividade caso todo o depósito não tenha sido consumido", explica a ginecologista Karina.

DIU: como funciona?

Tanto o DIU Mirena como o DIU de cobre são ótimas opções para quem deseja evitar gravidez.

O dispositivo de cobre é inserido no útero e age tornando o útero inabitável para os espermatozoides. Já o Mirena é hormonal, e inibe o desenvolvimento da camada de sangue que reveste o útero preparando o órgão para a gravidez, o endométrio.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ele pode ser inserido no próprio consultório da ginecologista e retirado no momento em que a mulher decide engravidar.

Por isso, a partir de quando o DIU não está mais no seu corpo é possível engravidar. Veja como o DIU é colocado.

Medo de perder a fertilidade

É comum que as mulheres planejem uma gravidez a longo prazo, mas usem métodos contraceptivos enquanto não querem ter um filho.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mas a ginecologista Karina reforça que nenhum dos métodos causa dano à saúde reprodutiva da mulher. Por isso, são opções seguras para quem quer preservar a fertilidade.