PUBLICIDADE

Bebê de 49 semanas: como saber se a alimentação é suficiente

Saiba identificar se seu filho está comendo pouco e como incentivar a alimentação saudável

Seu bebê está prestes a completar um ano e já faz um tempo que os alimentos foram introduzidos em sua rotina. Para alguns pais, a alimentação do bebê pode vir cercada de dúvidas e incertezas, principalmente quando falamos sobre quantidade.

A pediatra Patrícia Marañon Terrivel explica que é difícil dizer quando a criança está comendo demais, pois o estômago ainda está em formação e se expandindo. Portanto, recomenda que, se a criança quiser comer, deixe-a comer, até mesmo para que não se crie nenhum trauma.

Por outro lado, identificar se seu bebê está comendo pouco pode ser mais fácil. A pediatra afirma ser interessante observar se o bebê pega o peito e adormece após 10 minutos ou até mesmo antes disso, se molha menos de quatro fraldas por dia ou até mesmo se pede para mamar logo em seguida de mamar e adormecer, como se ainda estivesse com muita fome.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Converse com o pediatra responsável pelo acompanhamento do seu filho, caso passe a desconfiar que ele não está comendo o necessário. Nesses casos, o profissional vai auxiliar a encontrar a melhor maneira de solucionar o problema.

A introdução de frutas na alimentação da criança é muito importante para garantir a ingestão de nutrientes. De acordo com Patrícia Marañon Terrivel, nesta fase toda fruta é bem-vinda, no entanto é importante tentar dar preferência para frutas orgânicas, por não conterem agrotóxicos.

De acordo com a pediatra, as frutas mais recomendadas são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por outro lado, alimentos processados, embutidos, com açúcar refinado, bebidas industrializadas e refrigerantes, gelatinas, chocolate e café entram na lista de alimentos que não devem ser oferecidos ao bebê nesta idade. Isso porque todos contribuem com uma alimentação pobre, além de prejudicar a formação do paladar infantil. Além disso, a pediatra afirma que o mel também não é recomendado até os 2 anos, devido ao botulismo.

A hidratação do bebê também é importante. No entanto, como ele ainda é amamentado e o leite materno possui água, a recomendação diária de água a ser oferecida para o bebê é de 800 ml. Alguns bebês costumam gostar muito e pedem água ao longo do dia, nesses casos, ofereça. A hidratação é fundamental para a saúde e o equilíbrio da criança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Engana-se quem acredita que o bebê deve consumir apenas as papinhas. De acordo com a pediatra, se feito da forma correta, o bebê já pode ser estimulado aos alimentos sólidos a partir dos 6 meses de idade. Nesses casos, recomenda-se o método BLW.

Sua prática faz com que o bebê desperte naturalmente a vontade de consumir estes alimentos, dentro do seu ritmo. Além de permitir que a criança seja inserida na rotina de refeições da família, aumentando a noção de horários. Veja como fazer o BLW de modo seguro para evitar engasgos.