PUBLICIDADE

Grávida pode usar vick?

Confira tratamentos caseiros que ajudam a aliviar sintomas de tosse e congestão nasal durante a gravidez

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Durante a gestação é comum haver uma baixa na imunidade, pois, além de ser um período em que diversas mudanças estão acontecendo, é também um momento em que o corpo da mulher está "aceitando" o material genético do pai.

Por conta disso, a grávida tende a ficar gripada com mais facilidade, apresentando tosse e congestão nasal. Muitas delas buscam medicamentos para aliviar esses sintomas, como por exemplo o Vick Vaporub, indicado em caso de gripes e resfriados.

No entanto, administrar medicamentos sem orientação médica não é uma boa ideia, principalmente na gravidez - fase em que é fundamental o acompanhamento médico. Veja o que deve ser feito em casos como esse.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Grávida pode usar Vick?

A marca de medicamentos Vick contém pomadas, pastilha, xarope, chás entre outros produtos indicados para aliviar a tosse, a congestão nasal e o mal-estar que surge por conta de gripes e resfriados. Nenhum desses medicamentos são indicados durante a gravidez sem consulta médica. É necessário que haja uma análise para que os sintomas sejam investigados e, então, o melhor tratamento seja recomendado.

Além disso, o Vick Vaporub não é recomendado para lactantes. Segundo a ginecologista e obstetra Ana Luiza Nunes, esse medicamento não é indicado por causa da proximidade com o local de aplicação (peitoral), podendo ocorrer refluxo de apneia na criança no período de amamentação.

Gripe e resfriado na gravidez: o que fazer?

Quando o nariz da grávida está entupido, o descongestionante nasal só deve ser utilizado com indicação médica. Mas a gestante pode adotar algumas medidas caseiras para aliviar esse sintoma. A obstetra Ana Luiza Nunes, especialista em reprodução humana do Grupo Huntington, recomenda:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A tosse também pode ser um sintoma comum durante a gravidez, visto que as alterações hormonais deixam o organismo mais sensível a ambientes frios, com poluição e poeira, podendo provocar tosse. Pensando nisso, a médica indica que a gestante evite esses lugares "Caso a gestante apresente tosse por um longo período ou junto com outros sintomas, é importante procurar ajuda médica para diagnosticar e iniciar o tratamento", ressalta Ana Nunes.

Alguns remédios caseiros são indicados durante a gravidez pois ajudam a aliviar sintomas de gripe. "O chá de limão ou menta e a mistura de mel com laranja costumam funcionar", sugere a médica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No entanto, se a gestante notar que os sintomas não estão sendo aliviados e começar a sentir dor de cabeça, dor de garganta, dor no corpo e febre, pode ser indicado o paracetamol. Vale ressaltar que em qualquer hipótese é primordial conversar com obstetras.

"Independente da gripe, é importante que a gestante faça uma alimentação saudável rica em legumes, verduras, proteínas, frutas, pratique exercícios físicos e beba dois litros de água por dia", pondera a ginecologista e obstetra Ana Nunes.

Riscos da gripe na gravidez

A baixa imunidade durante a gestação é natural e, por conta disso, a gestante tende a se resfriar e gripar com mais facilidade - por isso é importante se atentar aos sinais de gravidade dos sintomas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Falta de ar e cansaço extremo são sinais de que a gestante deve procurar o pronto atendimento, pois podemos estar diante de um quadro mais grave. Mas com diagnóstico precoce e tratamento adequado, as gestantes tendem a ter um bom desfecho nos quadros de gripe", completa a médica Ana Luiza Nunes.