Grávida de 7 meses, Bella Falconi pode ter diabetes gestacional | Minha Vida

Grávida de 7 meses, Bella Falconi pode ter diabetes gestacional

Exame da nutricionista constatou que sua curva glicêmica para diabetes gestacional está alta; doença pode atingir qualquer mulher que está gestante, mas há fatores de risco

Bella Falconi é nutricionista e está sempre cuidando da saúde, seja com atividade física ou com uma alimentação balanceada. No entanto, a vida saudável não a impediu que estivesse próxima de um problema de saúde que atinge cerca de 4% das grávidas: a diabetes gestacional. Na 28º semana de gravidez, Bella fez um exame de curva glicêmica e o resultado aponta que seus níveis estão limítrofes para a doença.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ao contar sobre o problema em seu Instagram, Bella reforçou que qualquer uma pode ter diabetes gestacional, mas lembrou que tem histórico familiar para a doença.

O diabetes gestacional é uma condição caracterizada por hiperglicemia (aumento dos níveis de glicose no sangue) que é reconhecida pela primeira vez durante a gravidez. A condição ocorre em aproximadamente 4% de todas as gestações.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Qualquer mulher pode desenvolver diabetes gestacional, mas algumas mulheres estão em maior risco. Fatores de risco para o diabetes gestacional são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como descobrir se tenho diabetes gestacional

A diabetes gestacional é detectada pelo exame de curva glicêmica. Ele mede a velocidade com que seu corpo absorve a glicose após a ingestão. O paciente ingere 75g de glicose e é feita a medida das quantidades da substância em seu sangue em jejum, uma hora e duas horas após a ingestão.

Veja o depoimento completo de Bella Falconi:

"Hoje resolvi dividir com vocês um pouco do que estou vivendo e lembrá-los que absolutamente ninguém está isento de riscos, embora eles possam ser sempre diminuídos. Minha falta de rotina está tão intensa que esperei até o limite (28 semanas) para fazer meus exames e só agora constatei que minha curva glicêmica para diabetes gestacional está alta. Justo eu? Tão saudável? Sim. Todas nós gestantes corremos alguns riscos, principalmente porque durante a gestação os hormônios que são produzidos pela placenta acabam atrapalhando a secreção de insulina pelo pâncreas, aumentando a chance de diabetes durante esse período. Mulheres que têm histórico familiar (como eu), estão ainda em maior risco. E nenhuma gravidez é igual a outra. Eu não fui diagnosticada com diabetes gestacional, mas estou limítrofe. Isso demonstra que não importa quão saudáveis sejamos, sempre há riscos, tamanha a nossa vulnerabilidade! Agora estou ainda mais atenta na alimentação, consumindo apenas carboidratos de baixo IG e absolutamente nada de doces, nem no FDS. Atividades físicas também são importantes e pretendo voltar a minha rotina em mais uma ou duas semanas quando chegar nos EUA, onde temos uma academia em casa. Ainda tenho alguns poucos compromissos aqui no Brasil antes de ir embora, mas já está chegando ao fim a rotina pesada de trabalho e viagens. Cuidem-se, pois realmente somos muito ?frágeis? nesse mundo e tudo pode mudar num piscar de olhos. Eu não me culpo, pois sei que qualquer mãe pode passar por isso, mas agora sei que está em minhas mãos controlar para que meu quadro não se desenvolva para diabetes gestacional e tudo fique bem até o dia da Stellinha chegar. Não deixem de fazer exames periódicos, consultar seu médico e cuidar da alimentação e treino. A vida é uma só!"