Número de cesáreas no mundo duplica em 15 anos

América Latina é o continente que tem maiores taxas desta via de nascimento em todo o planeta; veja riscos do procedimento

A cesariana é uma cirurgia feita para o nascimento de bebês quando há risco para sua vida ou para a da sua mãe. Isso acontece em até 15% dos partos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No entanto, as taxas de cesáreas no mundo estão bem mais altas do que isso, o que indica um alto número de procedimentos desnecessários sendo feitos. Um novo levantamento global constatou que o número de nascimento via cesariana passou de 16 milhões (12,1% dos nascimentos) em 2000 para 29,7 (21,1% dos nascimentos) milhões em 2015.

O levantamento, publicado no periódico The Lancet, também descobriu que as taxas de cesariana da América Latina e do Caribe são as mais elevadas. Na região, as cesarianas são feitas em 44,3% dos nascimentos.

De acordo com a estimativa, 60% dos países usam a cesariana em pelo menos 15% dos partos, enquanto em 28% dos países o método é utilizado em menos de 10% dos partos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"O grande aumento no uso da cesariana, principalmente em ambientes ricos para fins não médicos, é preocupante devido aos riscos associados para mulheres e crianças", afirma a coautora do estudo Marleen Temmerman, pesquisadora das universidades de Aga Khan, no Quênia, e Gante, na Bélgica.

Riscos do parto cesariana para a mãe

O parto cesariana é uma cirurgia de grande porte. Por isso, apresenta riscos. Entre eles, estão:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Riscos do parto cesariana para o bebê

Um parto cesariana também apresenta riscos para o bebê. Eles são: