Quanto menor o intervalo entre gestações, mais riscos para mãe e bebê, diz ciência

Risco de complicações para o bebê é maior se a mãe for mais jovem, e para as mães é maior se elas tiverem acima de 35

Educar as crianças de uma vez e brincadeiras entre irmãos são alguns motivos pelos quais muitas famílias planejam ter filhos com idades próximas. Segundo um estudo americano e canadense, esperar um intervalo maior entre o parto e a próxima concepção traz menos risco de complicações para a mãe e o bebê.

Entre as complicações avaliadas estavam a mortalidade materna, morbidade materna grave, o parto de fetos natimortos, a formação de bebês pequenos para a idade gestacional e parto prematuro. Os pesquisadores analisaram dados de 148.544 gestações que ocorreram com o intervalo de 3 a 24 meses. Para avaliar os riscos, dividiram as mulheres em dois grupos: o daquelas que tinham de 20 a 24 anos e as acima de 35.

Os resultados indicaram que o risco de mortalidade materna e a morbidade materna grave (casos em que mulheres quase morreram por alguma complicação durante a gravidez, parto ou puerpério, mas sobreviveram devido ao acaso ou ao bom cuidado hospitalar) entre as mulheres acima de 35 anos era duas vezes maior quando o intervalo entre as gestações era de seis meses, comparado às gestações com intervalo de 18 meses. Esses riscos não aumentavam entre as mulheres mais jovens.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O risco de parto prematuro era bem maior quando o intervalo era de 6 meses comparado ao de 18 nas gestações das mulheres entre 20 a 34 anos. Já nas mulheres mais velhas, este risco não aumentava tanto quando o intervalo era maior.

"Atingir esse intervalo ideal de um ano deve ser factível para muitas mulheres e é claramente válido reduzir os riscos de complicações", recomendou Wendy Norman, professora da Universidade da Columbia Britânica ao site da instituição.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O estudo foi feito em parceria entre esta universidade e a Escola de Saúde Pública Harvard T. H. Chan.