Cadeirinha de carro pode ser um perigo para o bebê

Associação Americana de Pediatria não recomenda que esses objetos sejam usados com o bebê dormindo; veja o que fazer em viagens longas

Seu bebê costuma dormir por muito tempo no bebê conforto ou cadeirinha do carro? Ele pode estar correndo risco. Após casos de morte na cadeirinha Rock'n'Sleep da Fisher Price, a Associação Americana de Pediatria emitiu alerta contra o uso desses produtos, que prendem os bebês com cintos, para deixar os pequenos dormindo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Os bebês devem sempre dormir de costas, em uma superfície de sono separada, plana e firme, sem quaisquer amortecedores ou roupas de cama", explica a nota. A associação completa: "contraindicamos o uso de carrinhos de bebê, assentos de carro e outros tipos de dispositivo para o sono, pelo risco de que o bebê role ou fique preso em uma posição que leve ao risco de sufocamento ou asfixia".

A cadeirinha de carro tem o problema de ter formato de concha, que não permite que o bebê fique deitado. Esta posição não é anatômica e pode acabar dificultando a respiração do pequeno. "A barriga do bebê é muito protusa, enquanto os músculos ainda são flácidos. Assim, ele não consegue segurar o tronco e acaba comprimindo o pulmão", explica o pediatra Gustavo Moreira, da Associação Brasileira do Sono.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que fazer em viagens longas

Em viagens longas, o ideal é que os bebês não fiquem por longo tempo na cadeirinha do carro. Por isso, é recomendado aos pais que façam paradas a cada uma hora, em caso de recém-nascidos, e 2 horas, em relação aos bebês maiores.