PUBLICIDADE

Menino de 7 anos vai parar na UTI após engolir brinquedo de imã

O brinquedo, que é um sucesso entre adultos e crianças, fez com que Raul tivesse três perfurações no intestino e uma no estômago

Na correria do dia a dia, muitos pais acabam não tendo tempo de vigiar frequentemente os brinquedos de seus filhos. Aqueles que conseguem ter esse cuidado, geralmente se preocupam em prestar mais atenção nos bebês, que estão frequentemente colocando tudo na boca. Porém, a família do Raul, de 7 anos, descobriu da pior forma que essa atenção deve ser constante, quando o menino foi parar na UTI após engolir um brinquedo de imã.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No dia 15 de agosto, após encontrar algumas bolinhas de imãs pelo chão da escola, Raul resolveu levá-las para casa para brincar. Foi então que o menino teve a ideia de colocar uma peça na parte interna no lábio e a outra na parte externa. Enquanto ele fazia isso, engoliu por acidente as peças e, depois de algumas horas, engoliu outras duas enquanto estava sozinho.

O brinquedo ingerido pelo menino foram ímãs de neodímio. Conhecidos por aprimorar a coordenação motora e aliviar o estresse, esses imãs se tornaram um sucesso entre crianças e adultos pois, com ele, é possível construir diversas formas e estruturas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Brinquedo de imã é feito de várias bolinhas, que foram engolidas por Raul
Brinquedo de imã é feito de várias bolinhas, que foram engolidas por Raul

No mesmo dia, Raul já ficou enjoado e começou a vomitar. Dois dias depois, o menino começou a sentir fortes dores abdominais. Foi quando os pais resolveram levá-lo ao hospital, onde ele, a princípio, foi diagnosticado com suspeita de apendicite. Somente após um raio-x é que os médicos descobriram os imãs no corpo do menino.

Raul passou por uma cirurgia para retirar os objetos que tinham causado três perfurações no intestino e uma no estômago. Depois disso, ele ficou 13 dias internado na UTI, sendo que em 8 deles o menino recebeu apenas alimentação intravenosa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Depois de voltar para casa, no dia 2 de setembro, Raul já retornou a sua rotina normal, porém ainda tem algumas restrições alimentares e de atividade física. Depois de tudo que passou, a mãe resolveu publicar um alerta para outros pais, que viralizou nas redes sociais.

"Desapareçam com estes brinquedos de suas casas, acontece sem querer, num piscar de olhos. Não permitam que nunca mais nenhuma criança sofra o que o Raul sofreu", publicou Carla.

Porque esse ímã é tão perigoso?

Segundo um artigo da Sociedade Europeia de Gastroenterologia Pediátrica, Hepatologia e Nutrição, por esse brinquedo ser composto de ferro, boro e neodímio, ele é de cinco a dez vezes mais forte que ímãs tradicionais. Por isso, pode oferecer um risco extremamente alto de obstrução e perfuração intestinal, pois as alças do intestino podem ficar presas entre vários ímãs.

O estudo explica que a força atrativa desses ímãs permite que os objetos no intestino se encontrem, apesar de estarem em diferentes regiões, fazendo com que dois pedaços de intestino se grudem com muita força. Isso pode causar diminuição na irrigação sanguínea e, consequentemente, perfuração intestinal, vólvulo, fístula e infecção.

Engoliu bateria, pilha ou algo corrosivo? Saiba o que fazer!

Engoliu bateria, pilha ou algo corrosivo? Saiba o que fazer!