PUBLICIDADE

Você sabe proteger seu filho das doenças da escola?

Veja como evitar contágios devido ao contato com outras crianças

A convivência social é importante para o desenvolvimento da criança, não podemos negar! Porém, normalmente esse convívio traz consigo o compartilhamento de bactérias e outros germes, e isso tem suas consequências... "É absolutamente normal e até esperado que a criança seja contaminada por eventuais doenças de amigos ou colegas de parquinho ou qualquer outro ambiente", considera o infectologista pediátrico Márcio Caldeira, do Hospital Israelita Albert Einstein.

Isso ocorre inclusive porque as crianças tem uma rotina com deficiências higiênicas. "Elas fazem parte do próprio aprendizado delas, como uma menor lavagem das mãos, espirrarem nas mãos, entre outros hábitos", explica o biomédico Roberto Figueiredo, mais conhecido como o Dr. Bactéria e diretor da Microbiotécnica, Centro de Assessoria em Higiene Ambiental.

"As doenças mais comuns na fase da escola maternal são as doenças respiratórias, como a bronquiolite, resfriados e gripe; doenças gastrointestinais, como a diarreia; a roséola e as otites", enumera o infectologista Marco Aurélio Safadi, do Hospital Infantil Sabará, em São Paulo. Mas você sabe como proteger seu filho desses problemas? Faça o teste e descubra!

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1/8

Quanto mais nova a criança, mais suscetível ela está a doenças?

2/8

Os pais podem fazer algo para melhorar a imunidade do filho?

3/8

É comum que o irmão mais velho transmita doenças para o mais novo?

4/8

Apenas uma criança doente pode transmitir germes para as outras?

5/8

Em que momentos a criança deve lavar as mãos na escolinha?

6/8

Quando a criança precisa deixar de ir à escola por que está doente?

7/8

Como seu filho deve agir quando um amiguinho está doente?

8/8

Quando a criança começa a ficar doente com muita frequência, melhor trocar a escola?