PUBLICIDADE

15 perguntas que você sempre quis fazer sobre sexo e saúde íntima

Sabe aquela dúvida que você tem, mas que falta coragem para perguntar? Buscamos a ajuda de especialistas para desvendar essas questões

Muitas dúvidas circulam em grupos e fóruns pela internet sobre saúde íntima e sexual. Para ajudar você a descobrir as respostas para essas questões, reunimos aqui as mais populares e pedimos a ajuda de especialistas no assunto para desvendá-las. Confira:

01. É normal sentir cólica depois do sexo? O tamanho do pênis pode causar isso?

"Antes, durante e após o sexo, devido ao estímulo da musculatura do assoalho pélvico e da parede uterina, é comum que algumas mulheres tolerem menos os espasmos e sintam cólicas leves", conta a ginecologista e mastologista Cecilia Pereira, da All Clinik Rio de Janeiro. Porém, é preciso estar atento à intensidade da dor e não é normal sentir dores de alta intensidade. Se isso acontecer, é necessário procurar um ginecologista para investigar o problema.

Cecilia destaca que a posição no ato sexual e o tamanho do pênis podem contribuir para o aumento do desconforto, mas como a vagina é um órgão elástico e adaptável, na maioria dos casos, o casal consegue descobrir a melhor forma de chegar ao prazer sem dor.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2. Ficar muito tempo sem fazer sexo pode ser prejudicial?

Calma, não faz mal, mas é importante lembrar que o sexo é um grande aliado para alívio do estresse, pois os hormônios liberados na relação sexual trazem a sensação de prazer e relaxamento. De acordo com Cecília, o corpo não muda por ficar muito tempo sem sexo, o que pode ocorrer é uma inibição pela insegurança de fazer algo em que se perdeu o hábito.

03. É possível uma mulher ter um orgasmo enquanto dorme?

Pode acontecer, mas é incomum. "O que pode ocorrer é a mulher, durante o sono, ter sonhos que possam provocar excitação sexual e ela acabar acordando com uma maior sensibilidade a ter orgasmos na sequência, seja com a relação sexual propriamente dita ou com masturbação", explica o ginecologista Edilson Ogeda, coordenador do Núcleo de Ginecologia, Obstetrícia e Perinatologia do Hospital Samaritano de São Paulo.

04. É necessário passar a calcinha a ferro ou fervê-la para evitar doenças?

Não existe uma obrigatoriedade, mas Cecilia explica que o grande problema está na umidade da peça: "Sabe-se que o calor do ferro ou até mesmo do secador de cabelo ajuda a secar mais a calcinha, evitando assim que as mulheres a usem ainda com uma certa umidade, que por sua vez, pode ser prejudicial".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

05. Posso pegar algum tipo de infecção tendo relações sexuais em uma piscina ou no mar?

O ginecologista Julio Mayer de Castro Filho, da rede de centros médicos dr.consulta, afirma que sim, esse hábito pode oferecer riscos. "É possível pegar infecção tendo relações sexuais em piscina sem o devido tratamento da água, principalmente em locais desconhecidos (motéis, por exemplo). Além disso, a penetração na água sem lubrificante insolúvel, pode causar traumatismos nos genitais", ele alerta.

06. Faz mal deixar a calcinha secando dentro do banheiro?

"Secar a calcinha no banheiro não é um bom hábito, pois o banheiro é um local que sofre bastante contaminação, além de receber umidade constantemente", ressalta Cecilia. Acontece que, muitas vezes sem perceber, a mulher usa uma calcinha que aparentemente está seca, mas que ainda possui umidade, favorecendo o crescimento de fungos que podem desequilibrar a flora vaginal. "A melhor opção é secar a calcinha em local com sol ou arejado", afirma ela.

07. Certas posições sexuais tendem a causar infecções vaginais?

Julio explica que as posições sexuais em si não podem gerar infecções. O que pode ocorrer é que, durante o sexo, aconteça algum traumatismo na região íntima. "Isso poderia servir de porta de entrada para alguns germes. Além disso, algumas posições podem ser incômodas nas mulheres que têm, por exemplo, útero em retroversão (útero virado para trás)" lembra ele. Então, o melhor é buscar a ajuda de um especialista se sentir dores nas relações.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

08. Posso usar lenços umedecidos todos os dias na região íntima?

"Isso vai depender da sensibilidade da mulher. Para aquelas com peles mais resistentes não há mal algum nisso, mas outras, com peles sensíveis, podem passar a apresentar alergias, desconfortos locais e, em última análise, até infecções vulvares e vaginais", alerta a ginecologista Flávia Fairbanks, da Clínica FemCare. Entretanto, mesmo sem os sinais de irritação, é importante que os lenços umedecidos sejam usados somente em emergência, pois a melhor forma de garantir a higiene da região íntima é o banho

09. Às vezes sinto algo "escorrendo" na calcinha. O que é isso?

A vagina é revestida por uma mucosa secretora e responsiva às oscilações hormonais do nosso ciclo menstrual de acordo com a faixa etária. Isso que sentimos escorrer nada mais é do que o conteúdo vaginal fisiológico, ou seja, muco saudável que ajuda a manter o pH vaginal, o equilíbrio da flora, lubrificando e, inclusive, ajudando a mulher a identificar o período ovulatório, dependendo da sua consistência", explica Cecilia. Fique atenta a alterações específicas na aparência desse muco: "quando a secreção ganha uma coloração diferente, odor ou bolhas, pode significar que existe algo de errado e uma consulta com ginecologista se faz necessária" completa a especialista.

10. Calcinha de renda faz mal para a região íntima?

O melhor é que o forro seja de algodão sempre, ok? "Além disso, a calcinha de renda não faz mal desde que não seja usada frequentemente e exclusivamente", destaca Edilson.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

11. Pouca lubrificação no sexo é falta de tesão?

A lubrificação no ato sexual depende de vários fatores, alguns diretamente relacionados com o estímulo recebido pela mulher. "Diferente do homem, o desejo sexual da mulher muitas vezes depende dos atos preliminares do sexo, do local, da segurança com o parceiro e com o próprio corpo. Mas não só aquele momento é o responsável pela lubrificação da mulher: o uso de contraceptivos hormonais, o estado da menopausa, o período pós-parto e o estresse também podem afetar o desejo", conta Cecilia. Esse problema pode ter os mais variados diagnósticos e, portanto, deve ser analisado junto a um especialista.

12. Calça jeans pode causar corrimento? Existe algum modelo que deve ser evitado?

"A calça jeans pode causar corrimento se for muito apertada. Prefira usar peças com tecidos mais leves, principalmente as mulheres que tem candidíase de repetição", afirma Julio.

13. Ficar muito tempo de sunga ou biquíni molhados pode provocar micoses e infecções?

Sabe quando você vai para a praia de manhã e fica o dia todo com roupa de banho molhada? Então, esse hábito pode prejudicar a sua saúde. "Casos de infecções por fungos são frequentes nessas condições, porque eles se desenvolvem em ambientes de alta temperatura, abafados e úmidos", conta Edilson.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

14. Mulheres com seios grandes têm maiores chances de ter câncer de mama?

O surgimento do câncer de mama pode estar associado a muitos fatores, mas o tamanho dos seios não é um deles. "Mamas grandes, mas com muito tecido gorduroso possuem um risco menor de desenvolver a doença do que mamas pequenas, mas com muito tecido glandular. O risco de câncer de mama está associado a antecedentes familiares, obesidade, tabagismo, poucas gestações, pouco tempo de aleitamento materno, entre outros", ressalta Edilson.

15. Existe risco de contaminação ao lavar roupas de pessoas com DST junto com as de outras pessoas da casa?

"A maioria dos agentes causadores de doenças sexualmente transmissíveis não consegue sobreviver fora do organismo. Portanto, esse risco é desprezível", conta Julio. Por si só, o sabão usado nas lavagens de roupas consegue higienizar por completo as peças íntimas.