PUBLICIDADE

Aproveite o calor sem sofrer com a insolação

As queimaduras acabam com sua diversão e trazem riscos graves, como o câncer

Ao primeiro sinal de sol, a praia parece incrivelmente convidativa. Mas, sem os cuidados básicos, a brincadeira pode assumir ares de complicação e deixar seqüelas muito mais chatas do que a pele vermelha nas fotos ou as assaduras.

Sonolência, apatia e dores musculares são alguns dos sintomas de que houve exagero com o sol - além, é claro, das queimaduras. "Em casos mais graves, o paciente pode apresentar náuseas, vômito e diarréia, que pioram o quadro de insolação", explica Claudio Miguel Rufino, médico especialista em Clínica Médica e responsável pela disciplina na Unifesp.

Para evitar uma insolação, as principais dicas são simples: procurar a sombra entre 11h e 17h, durante o horário de verão, e evitar atividades físicas que tenham exposição direta ao sol e jamais sair de casa sem bloqueador com FPS 30, no mínimo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mas, além dessas medidas, há outras que devem ser adotadas em conjunto. confira abaixo a lista de recomendações do médico da Unifesp para quem deseja aproveitar cada segundo do verão sem sofrer com nenhum tipo de desconforto.

Debaixo do guarda-sol

Proteção Solar
Proteção Solar

Diferente do que muita gente pensa, o guarda-sol não impede a insolação. Os sintomas são os mesmos, mas o nome é intermação. A areia da praia reflete o calor do sol, atingindo assim mesmo quem está debaixo do guarda-sol. "O efeito é um pouco mais leve. Mas, se houver abuso, pode resultar na insolação", afirma.

Cuidando da insolação

Segundo o especialista, por conta da desidratação, o paciente com insolação precisa ingerir de 2 a 3 litros de água por dia. "O soro também deve ser ingerido nessa quantidade, podendo ser caseiro ou industrializado", explica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além dessas bebidas, o médico também aconselha a ingestão de isotônicos, ricos em sais minerais perdidos pela desidratação. Cremes hidratantes podem auxiliar a aliviar o incômodo que a pele sofre por conta das queimaduras.

Quando o quadro piora

Insolação
Insolação

A situação pode ficar ainda pior se não houver cuidados. De acordo com Claudio Rufino, as queimaduras tendem a gerar infecções secundárias se não forem tratadas, e a desidratação pode se tornar grave e elevar a pressão arterial e o ritmo cardíaco.

O especialista salienta que a atenção deve ser redobrada para quem gosta de tomar uma cervejinha na praia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"A pessoa acaba bebendo demais e perde a noção do tempo, ficando exposta demais ao sol", explica.

Proteção solar

Segundo o especialista, as áreas mais sensíveis do corpo, como as axilas e as orelhas, são protegidas pelo organismo por meio de dobras cutâneas e mucosa da pele.

Porém, usar um protetor solar com fator mais alto nessas áreas pode ajudar nessa proteção.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)