PUBLICIDADE

Alimentação e acupuntura podem amenizar os sintomas da TPM

30% das mulheres sofrem com a tensão pré-menstrual

A famosa tensão pré-menstrual, mais conhecida como TPM, é bastante comum e afeta até 30% das mulheres com ciclos menstruais regulares. A síndrome pré-menstrual refere-se a um grupo de sintomas físicos e comportamentais que ocorrem em um padrão cíclico durante a segunda metade do ciclo menstrual. Como algumas mulheres ainda não sabem de tudo que gostariam sobre o assunto, procuro esclarecer as principais dúvidas que ouço de minhas pacientes.

Sintomas

Mais de 150 sintomas já foram atribuídos à TPM. No entanto, o número de sintomas observados na grande maioria dos pacientes é muito mais limitado. As manifestações físicas mais comuns da TPM são inchaço abdominal e uma sensação de cansaço extremo, os quais ocorrem em 90% das mulheres com este distúrbio.Dor nas mamas, a chamada mastalgia, e dores de cabeça estão entre as outras principais queixas físicas, ocorrendo em mais de 50% dos casos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

como controlar a TPM

O sintoma mais comum de comportamento da TPM é a labilidade emocional e acomete mais de 80% das mulheres que sofrem desse mal. Outras frequentes queixas comportamentais incluem irritabilidade, tensão, humor deprimido, aumento do apetite (70%), esquecimento e dificuldade de concentração (mais de 50%).

Outros achados comuns incluem a hipersensibilidade, espinhas no rosto, raiva sem motivo aparente, choro fácil e alterações gastrointestinais. Ondas de calor, palpitações, tonturas ocorrem em 15 a 20% das pacientes.

Causas

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O corpo é sensível a níveis de hormônios que mudam ao longo do ciclo menstrual. Estudos sugerem que o aumento e queda dos níveis de hormônios (por exemplo, estrógeno e progesterona) também podem influenciar as substâncias químicas no cérebro, incluindo uma substância chamada serotonina, que afeta o humor.

No entanto, não está claro porque algumas mulheres desenvolvem a TPM e outras não. Os níveis de estrogênio e progesterona são similares em mulheres com e sem essas condições. A explicação mais provável, com base em vários estudos, seria que as mulheres que desenvolvem são altamente sensíveis a mudanças nos níveis hormonais

As manifestações físicas mais comuns da TPM são inchaço abdominal e uma sensação de cansaço extremo, os quais ocorrem em 90% das mulheres.

Como é feito o diagnóstico

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O diagnóstico de TPM se baseia em quatro pilares principais. E o mais importante é individualizar cada caso para um tratamento específico. Apresentar sintomas específicos.

Ocorrer na fase lútea - segunda fase do ciclo- de 7 a 10 dias antes da menstruação.

A gravidade dos sintomas (ou seja, eles devem prejudicar algum aspecto da vida da mulher).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A ausência de ingestão de hormônios ou drogas e a exclusão de outros diagnósticos como depressão por exemplo.

Em média, cinco ou mais dos seguintes sintomas devem estar presentes durante a semana anterior à menstruação e se resolver em poucos dias após o início da menstruação. Mas não significa que mulheres que apresentem apenas um ou dois sintomas não podem ter TPM. Por isso, o mais importante é realizar uma avaliação individualizada, só assim poderá ser feito o diagnóstico correto e o melhor tratamento.

-Sentir-se triste, sem esperança, ou auto-depreciar

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

-Sentir-se tensa, ansiosa ou "no limite"

-Apresentar marcada labilidade de humor intercalada com choro frequente

-Irritabilidade, raiva, e aumento de conflitos interpessoais

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

-Diminuição de interesse em atividades usuais

-Dificuldade de concentração

-Sentir-se cansada, sonolenta ou com falta de energia

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

-Alterações no apetite, associada com a compulsão alimentar ou desejo de certos alimentos

-Aumento do sono ou insônia Um sentimento subjetivo de estar sobrecarregado ou fora de controle

-Outros sintomas físicos, como sensibilidade mamária ou inchaço, dores de cabeça, dor muscular ou articular, sensação de inchaço, ganho de peso

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamentos

Os tratamentos conservadores para a TPM podem ser recomendados em primeiro lugar, incluindo o exercício físico regular, técnicas de relaxamento em geral, e suplementação de vitaminas e minerais. Estas terapias aliviam os sintomas em algumas mulheres e têm pouco ou nenhum efeito colateral. Se essas terapias não trazem alívio suficiente, medicamentos podem ser considerados como uma segunda opção.

Sabe-se através de alguns estudos que uma alimentação fica em carboidratos parece ter influência positiva e uma alimentação muito gordurosa parecer piorar os sintomas da TPM. Porém qualquer dieta deve ter acompanhamento profissional de um médico e de uma nutricionista. Em relação ao sal, ele deve ser evitado já que aumenta a retenção de líquidos piorando o inchaço, já característico desta fase.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Vários ensaios clínicos têm avaliado o benefício dos suplementos de cálcio para mulheres com TPM. Após três meses, as mulheres que tomaram cálcio duas vezes por dia apresentaram menos sintomas comparados àquelas que tomaram um placebo. O cálcio é um tratamento barato, com poucos efeitos colaterais e é uma opção razoável para mulheres com sintomas leves a moderados da TPM. Mas a prescrição deve ser avaliada sempre pela ginecologista, ninguém deve se automedicar, nem mesmo com vitaminas.

Acupuntura, atualmente pesquisada em diversos centros universitários do mundo, apresenta resultados preliminares animadores para tratar tanto distúrbios físicos como psicológicos da mudança dos níveis hormonais.

A drenagem linfática também pode ser uma boa ferramenta principalmente para aquelas mulheres que apresentam muito inchaço nesta fase do mês, já que ela diminui medidas e a sensação de inchaço.

Enfim, da mesma forma que o diagnóstico da TPM deve seguir uma criteriosa avaliação individualizada, o tratamento também pode variar desde mudanças de hábitos para melhorar a qualidade de vida até uso de medicações antidepressivas. Então se você se identificou com os sintomas descritos e vem sofrendo todos os meses, procure sua ginecologista para uma avaliação.