PUBLICIDADE

Coceira nos olhos pode indicar desde uma irritação até conjuntivite

Vermelhidão e embaçamento da visão são sinais de alerta

Na primavera, a queixa de coceira nos olhos aumenta consideravelmente. Mas por que ocorrem mais reclamações neste período?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O agente que causa alergia é chamado de alérgeno. A maioria desses alérgenos está no ar, como pólen, ácaro, poeira, mofo, pelo de animal, produtos de limpeza entre outros. Também alguns conservantes de colírios ou de limpeza de lentes de contato também podem dar alergia e consequentemente coceira e vermelhidão.

Se a coceira é seguida de vermelhidão, embaçamento da visão, secreção e pálpebras inchadas, é necessário procurar um oftalmologista o mais breve possível

Quem é alérgico a pó, pólen e poluição geralmente fica mais vulnerável na primavera. Além das doenças respiratórias, pálpebras e cílios podem coçar a ponto de ferir a pele ao redor dos olhos e até mesmo desencadear infecção ocular.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A alergia ocular é uma forma de alergia bastante comum. Os pacientes com rinite ou sinusite podem apresentar sintomas oculares de alergia, como coceira, vermelhidão, lacrimejamento, inchaço e irritação nos olhos. Alguns apresentam também um pouco de secreção branca quase liquida.

Mas é importante fazer uma alerta sobre a intensidade da coceira. Se esta é ocasional, não há risco aos olhos, mas se ela for frequente, deve-se procurar seu oftalmologista para um diagnóstico e tentar encontrar a causa deste sintoma. E pode ser que você sejam encaminhado a um alergista para descobrir quais produtos causam esta alergia, que pode estar relacionada à sinusite e/ou à rinite.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Agora, se a coceira é seguida de vermelhidão, embaçamento da visão, secreção, pálpebras inchadas e sensação de areia, é necessário procurar o oftalmologista o mais breve possível, pois pode ser um sinal de outras infecções, como conjuntivite.

Caso não seja conjuntivite e sim uma alergia, é importante tomar algumas medidas para evitar a ocorrência destas crises: