PUBLICIDADE

Qual a relação entre sangue nas fezes e câncer de intestino?

São diversos os problemas gastrointestinais que causam este tipo de sangramento

Sangue nas fezes é um dos sintomas de câncer de intestino, mas não é o único e muitos casos deste tipo de câncer são assintomáticos, ou seja, não apresentam sintomas. O câncer de cólon foi responsável por 15 mil mortes em 2013 no Brasil e são esperadas 34 mil novos casos da doença em 2016. O espectro de sintomas possíveis se estende desde um paciente completamente assintomático e que faz o diagnóstico a partir de um exame de rastreamento, até pacientes que têm seu diagnóstico durante uma cirurgia de urgência por obstrução, sangramento ou perfuração intestinal.

Naqueles pacientes sintomáticos (que apresentam sintomas) o quadro clínico é variável e pode incluir dor abdominal, emagrecimento não intencional, sintomas obstrutivos - principalmente em tumores do lado esquerdo do cólon e reto - ou sangramento. Esse sangramento pode se apresentar junto às fezes ou espontaneamente.

O que o sangue nas fezes pode indicar?

O sangramento nas fezes pode ser uma manifestação de doenças benignas como fissura anal, doença hemorroidária (hemorroidas), divertículos, úlcera gástrica ou de uma neoplasia maligna do trato digestivo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O aspecto do sangramento irá depender da localização do tumor, sendo que sangramento vivo é mais associado a lesões em porções mais distais do intestino - cólon esquerdo, reto ou canal anal. A melena (eliminação de sangue junto com as fezes) é caracterizada por fezes enegrecidas, amolecidas e com odor fétido (aspecto em borra de café) e normalmente estão associadas a lesões mais altas no tubo digestivo: estômago, intestino delgado e eventualmente no lado direito do cólon.

Tal caracterização não é exata e pode vir a variar conforme o trânsito intestinal do paciente. A história clínica, análise dos sintomas e exames complementares ajudam a direcionar a investigação e programar o melhor tratamento.