PUBLICIDADE

5 hábitos que favorecem dentes tortos

Alguns hábitos podem gerar pressão errada sobre os dentes e maxilar, e acabar interferindo no desenvolvimento facial

Uma pesquisa da AAO (Associação Americana de Ortodontia) mostra que 66% da população tem algum problema de má posição dos dentes. Porém, estudos arqueológicos indicam que os nossos antepassados raramente tinham esse problema.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Basicamente, a ortodontia usa duas forças para movimentar os dentes: a pressão e a tração. Qualquer coisa que exerça uma dessas força sobres os dentes é capaz de movimentá-lo. Por isso, alguns hábitos podem gerar uma pressão errada sobre os dentes e maxilar, e acabar interferindo no desenvolvimento facial.

Hábitos que favorecem dentes tortos

Situações comuns que geram a pressão sobre os dentes são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, alguns hábitos da infância quando de forma constante e por longos períodos também podem causar problemas:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fatores que favorecem dentes tortos

Fatores que podem afetar o desenvolvimento dentário são:

Mas por que há um aumento tão significativo de pessoas com dentes tortos nos dias de hoje?

No nosso corpo, qualquer órgão que não é exercitado, não terá o desenvolvimento em todo seu potencial. Mesmo o órgão que atingiu seu desenvolvimento máximo, se deixar se ser usado, vai atrofiar. Algumas teorias surgiram tentando explicar este aumento no índice de mau posicionamento dentário:

1. Os maxilares no homem moderno são subdesenvolvidos, ou seja, menores em relação aos povos primitivos. Esta redução progressiva dos ossos, não associada à diminuição do tamanho dos dentes, poderia levar ao mau alinhamento destes, devido à falta de espaço para os mesmos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2. Os hábitos alimentares de dieta muito macia, comum nos dias de hoje, diminuem o exercício mastigatório e com isso, diminui o estímulo para o desenvolvimento dos ossos da face. Esta conclusão foi tirada a partir de estudos que notaram uma prevalência maior de má oclusão entre as populações urbanas, comparadas com as populações rurais com hábitos alimentares mais naturais, e mais duros.

3. O aumento de cáries, devido a uma dieta rica em açúcar, leva à perda de alguns dentes. Basta um dente de leite perdido antes da época de troca, para desequilibrar a oclusão (encaixe dos dentes) e gerar um desarranjo no alinhamento de todos os outros dentes.