De astigmatismo a presbiopia: problemas de visão que podem ser corrigidos com lentes de contato

Letras borradas e desconforto visual podem ser solucionados com segurança e praticidade

Pode começar com a necessidade de apertar os olhos para enxergar algo distante ou uma dificuldade para decifrar letras pequenas, que parecem borradas. Parece familiar? Estes são sintomas de erros refrativos comuns, que afetam a capacidade de muitas pessoas, sem distinção de gênero ou idade.

"São problemas de visão que precisam de lentes de correção, sejam óculos ou lentes de contato, para os olhos atingirem ou recuperarem a capacidade de enxergar perfeitamente", explica a oftalmologista Telma Regina Barreiro, do Cejam (Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A boa notícia para quem não quer ou não gosta de usar óculos é que, atualmente, as lentes de contato gelatinosas funcionam para todos os tipos de erros refrativos. É o que conta o oftalmologista Ronaldo Barcellos, membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). "Mesmo a presbiopia, que é a popular vista cansada, não encontra mais barreiras nesse sentido, pois já existem no mercado as lentes de contato gelatinosas multifocais", comenta.

Os médicos especialistas detalham, a seguir, os quatro problemas que podem prejudicar a visão, principais sintomas e quais tipos de lentes de contato gelatinosas podem corrigi-los. Saiba mais:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Miopia

É a dificuldade para enxergar de longe que costuma surgir na infância, na adolescência ou até mesmo no começo da vida adulta. Pode ser progressiva, devido ao crescimento do corpo e o consequente desenvolvimento do globo ocular, e se estabiliza por volta dos 21 anos de idade.

A miopia é considerada baixa até os 4 graus, moderada entre 4 e 6 graus e alta dos 6 aos 15 graus. "São raros os casos de miopia acima de 15 graus, e eles normalmente estão relacionados a outras doenças", diz a oftalmologista Telma Regina Ribeiro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quando a miopia é o único erro refrativo do olho, sua correção é feita com lente de contato gelatinosa esférica. Se houver astigmatismo associado à miopia, é necessário usar lente de contato gelatinosa tórica.

Hipermetropia

Diferentemente do erro refrativo anterior, a característica da hipermetropia é a dificuldade para enxergar de perto. O mais comum é que surja na vida adulta, mas ela também pode ocorrer na infância ou na adolescência.

A classificação da hipermetropia segue a da miopia: é considerada baixa até os 4 graus, moderada entre 4 e 6 graus e alta dos 6 graus em diante. A hipermetropia pura é resolvida no dia a dia com lente de contato gelatinosa esférica, enquanto a hipermetropia associada ao astigmatismo requer lente de contato gelatinosa tórica.

Astigmatismo

Os sintomas, nesse caso, estão ligados a um desconforto visual e à sensação de embaçamento ao tentar focar a visão em um objeto ou texto. Ocorre por causa de irregularidades na curvatura da córnea.

O oftalmologista Ronaldo Barcellos esclarece: "A córnea do astigmata é um pouco mais curva em um eixo do que no outro. Por isso, quando a luz passa por esta distorção, há uma diminuição na qualidade da imagem".

O astigmatismo é considerado baixo até 1 grau, moderado entre 1 e 3 graus e alto dos 3 graus em diante. A indicação para a correção do astigmatismo, associado ou não à miopia ou hipermetropia, é a lente de contato tórica.

Presbiopia

É um erro refrativo específico de quem já passou dos 40 anos de idade, causado pelo envelhecimento natural do organismo e do músculo ciliar, que controla a acomodação para a visualização dos objetos.

A presbiopia é caracterizada pela baixa de acuidade visual e pela dificuldade para enxergar de perto, com relatos de que as letras e os contornos dos objetos ficam borrados e indistintos. Não há uma classificação de baixa, moderada ou alta para a presbiopia, mas é importante saber que seu grau pode progredir até os 60 anos de idade.

Existem duas possibilidades de correção para a presbiopia levando em conta as lentes de contato. Uma, quando só há a ocorrência de presbiopia, é o uso de lentes de contato gelatinosas multifocais, que permitem a visão perfeita para longe e para perto.

A outra, muito comum quando há astigmatismo associado, é corrigir a visão de perto em um olho e a de longe no outro. "O cérebro se adapta muito rapidamente a acionar o olho certo para cada situação. É uma solução muito confortável", garante Ronaldo Barcellos.

Vale destacar que, para todos os casos de erros refrativos, há lentes de contato gelatinosas de descarte diário, quinzenal, mensal e anual. O tipo mais adequado deve ser escolhido de acordo com o estilo de vida do usuário e com a ajuda de um médico oftalmologista.