7 passos para escovar os dentes corretamente

Da escolha da escova e do creme ou gel dental à finalização com fio dental, tudo que você precisa saber para garantir a saúde bucal por meio da escovação

Escovar os dentes é uma medida caseira, simples e econômica de preservar a saúde dos dentes e da gengiva, evitando cárie, tártaro e placa bacteriana, além de minimizar o mau hálito. Também é, em pessoas com predisposição a problemas cardiovasculares, uma forma de evitar graves complicações de saúde.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"As bactérias da boca podem se aproveitar de pequenos ferimentos na gengiva para entrar na corrente sanguínea e se instalar no coração", esclarece o cirurgião dentista Marcelo Kyrillos (CRO-SP 43666), cirurgião dentista e sócio-diretor da clínica Made Me A, do Grupo Ateliê Oral.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mas, na correria do dia a dia, não é raro ver a escovação dos dentes ser colocada em segundo plano e transformada em uma passadinha rápida de escova e creme dental dentro da boca (ou até ser completamente negligenciada entre uma refeição e outra).

"Isso jamais deve se tornar um hábito. Esquecer uma vez não tem problema, uma situação isolada não será capaz de trazer prejuízos sérios. As doenças se desenvolvem ao longo do tempo. A higiene bucal é uma tarefa de prevenção e manutenção", alerta a cirurgiã dentista Maria Paula Borghi (CRO-SP 65015), especialista em DTM (disfunção temporomandibular) e dores orofaciais.

Para que você mantenha sua escovação em dia e a faça corretamente, Marcelo Kyrillos e Maria Paula Borghi ensinam, a seguir, sete passos fundamentais. Siga as dicas dos especialistas e garanta uma saúde bucal exemplar:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Use uma escova de dentes adequada

As mais indicadas para o público geral são as de cerdas macias e pontas arredondadas, com formato de cabeça pequeno e arredondado. As cerdas macias são importantes para não ferir as gengivas nem causar uma abrasão repetitiva que poderia resultar na perda de esmalte dos dentes, principalmente quando associados ao consumo frequente de ácidos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para quem usa aparelho ortodôntico fixo, Maria Paula Borghi recomenda a escova de dentes ortodôntica, com formato que varre a sujeira e alcança regiões entre os bráquetes e fios ortodônticos. "Quem precisa de uma ajudinha extra, como idosos, crianças e pessoas com necessidades especiais, tem a escova elétrica como uma boa opção", complementa.

Escolha bem o creme ou gel dental

A escolha pelo creme ou gel ideal para auxiliar na escovação dos dentes é pessoal ou sugerida pelo dentista de confiança. Mas o que importa mesmo é ficar de olho na presença de flúor no produto escolhido, uma vez que ele protege o esmalte dos dentes e evita a ação de bactérias na boca. Maria Paula Borghi explica que a quantidade de flúor normalmente é apresentada nos rótulos em PPM (parte por milhão) e que, para adultos, esse número deve girar em torno de 1450 ppm.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Dê atenção aos detalhes paralelos à escovação

A água em temperatura ambiente é a ideal para escovar os dentes; por isso, evite o uso da água quente, que prejudica as cerdas da escova. A quantidade de creme ou gel dental deve ser equivalente ao tamanho de um grão de ervilha.

Faça - com calma - os movimentos de limpeza

Os dentes superiores e inferiores devem ser escovados nas laterais externas (voltadas para as bochechas ou para os lábios, chamadas de faces vestibulares), nas laterais internas (voltadas para dentro da boca, chamadas de faces linguais) e em suas superfícies (as chamadas faces oclusais).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Nas faces vestibulares e linguais, as cerdas da escova de dentes são inclinadas em 45 graus junto aos dentes e pressionadas para efetuar a escovação. Os movimentos são no sentido das gengivas para as superfícies dos dentes, em vai e vem a cada dois ou três dentes. Nas faces oclusais, o movimento é de vai e vem para a frente e para trás sobre as superfícies. A duração média de uma escovação com essa atenção é de dois minutos.

Enxágue bem a boca ao acabar a escovação

Use água em abundância e capriche no enxágue final após a escovação. Essa etapa tem a função de remover as placas de sujeira desmanchadas pelas cerdas da escova de dentes, mantendo-as longe da boca.

Use fio dental após as refeições

"O uso do fio dental é necessário a partir do momento em que haja dois dentes com real contato e deve ser feito no mínimo três vezes ao dia - após o café da manhã, o almoço e o jantar", orienta Marcelo Kyrillos.

Para Maria Paula Borghi, o fio dental é tão importante quanto a escova na higienização bucal. "O que os diferencia são apenas as áreas que cada um consegue alcançar", observa. O fio dental deve ser passado entre todos os dentes para eliminar resíduos que possam ter se alojado nesses pequenos espaços. Se permanecerem ali, eles serão metabolizados pelas bactérias da boca e poderão ocasionar mau hálito e doenças nos dentes e nas gengivas.

Troque a escova de dentes periodicamente

Com o tempo e o uso, as cerdas da escova de dentes ficam desgastadas e abertas, o que compromete sua eficiência. A recomendação dos especialistas é que a escova de dentes seja trocada a cada três meses.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)