PUBLICIDADE

Chiclete piora gastrite? Descubra 9 mitos e verdades sobre a doença

Gastrite é realidade de muita gente! Mas será que tudo que falam por aí é verdade?

Muitas são as dúvidas sobre gastrite, doença que inflama o revestimento do estômago e atrapalha a vida de muita gente com seus típicos sintomas de dores e até náusea e vômitos - seja temporariamente ou durante anos. Aproveite esse momento para descobrir o que é mito e o que é verdade sobre esse assunto e esclareça todas as suas dúvidas:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1. "Gastrite pode virar câncer"

Verdade para alguns tipos de gastrite. Algumas formas de gastrite podem evoluir para câncer gástrico. A gastrite associada à bactéria Helicobacter pylori pode se tornar uma gastrite atrófica que apresenta um risco aumentado de neoplasia gástrica. Já a gastropatia micronodular associada à Helicobacter pylori pode eventualmente evoluir para linfoma do estômago.

2. "Chiclete piora a gastrite"

Verdade. O ato de mastigar estimula a produção estomacal de ácido clorídrico, o que seria útil na digestão dos alimentos, mas torna-se um problema quando não ingerimos nada. O aumento da quantidade de suco gástrico em um estômago vazio pode resultar na agressão da mucosa do estômago e ter como resultado uma gastrite.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

3. "Leite resolve a dor causada pela gastrite"

Mito. Por mais que o leite possa aliviá-la temporariamente, o grande problema é que, após algum tempo, ele aumenta a acidez gástrica (o estômago produz suco gástrico para digerir o leite rico em proteínas) e isso piora ainda mais a dor. Essa é a razão pela qual não se recomenda o uso de leite no tratamento da gastrite.

4. "Ficar de jejum ou muito tempo sem comer piora os sintomas"

Verdade. O estômago apresenta uma secreção basal de enzimas digestivas e ácido clorídrico. É importante alimentar-se em intervalos regulares para evitar que esse suco gástrico ataque a mucosa do estômago e piore a gastrite. Aproveite para conferir 5 coisas que você não deve ingerir de estômago vazio.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

5. "Estresse causa gastrite"

Verdade. O estresse físico ou mental, por efeito direto ou intermediado por hormônios, pode aumentar a secreção de suco gástrico, reduzir a proteção da mucosa do estômago e nos tornar mais sensíveis à percepção dos estímulos sensoriais gástricos. Além disso, a motilidade gástrica pode ser alterada e a complacência gástrica reduzida. O resultado final desses efeitos do estresse sobre o trato digestivo superior é a possibilidade de agravar os sintomas da gastrite. Leia mais em Ansiedade e estresse podem intensificar sintomas de gastrite.

6. "Gastrite não tem cura"

Mito. A possibilidade de curar certas formas de gastrite está ligada essencialmente a encontrar sua causa e tratá-la. Podemos utilizar antibióticos para erradicar o Helicobacter pylori e outros agentes infecciosos como, por exemplo, citomegalovírus, treponema pallidum, cândida, herpes, microbactérias e parasitos. Assim como suspender substâncias que estejam levando à gastrite, como álcool, drogas ilícitas e medicamentos como anti-inflamatórios ou antibióticos. Portanto, a doença tem cura, sim!

7. "Gastrite é hereditária"

Verdade para alguns tipos de gastrite. Apesar de a bactéria Helicobacter pylori ser a principal causa de gastrite, algumas formas de gastrite, com destaque para a gastrite atrófica autoimune, podem apresentar um componente hereditário importante. Por motivos como esse, é primordial fornecer um histórico das doenças apresentadas por familiares durante a consulta médica.

8. "Quem tem gastrite não pode tomar refrigerante e café"

Verdade. A cafeína estimula a secreção de ácido clorídrico e reduz o fluxo sanguíneo para a mucosa e a produção de muco protetor, o que pode levar ao agravamento da gastrite. Já os refrigerantes são bebidas ácidas que podem agredir diretamente a mucosa gástrica levando a uma piora da doença.

9. "Certos remédios provocam gastrite"

Verdade. Os anti-inflamatórios são os medicamentos mais ligados à gastrite, pois são ácidos que agridem diretamente a mucosa e reduzem a produção de prostaglandinas. Isso resulta na diminuição da barreira de muco e bicarbonato, no aumento da permeabilidade de células estomacais e na redução do fluxo de sangue para a mucosa. Consequentemente, as defesas da mucosa gástrica tornam-se menos eficazes e isso deixa o estômago mais suscetível a ação do suco gástrico, piorando a gastrite. Outros medicamentos que podem agravá-la são antibióticos, quimioterápicos, ferro, cloreto de potássio, alendronato, colchicina, entre outros.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Referências

1. Sleisenger and Fordtran's Gastrointestinal and Liver Disease- 2 Volume Set: Pathophysiology, Diagnosis, Management, 10e. FELDMAN, Mark, FRIEDMAN, Lawrence S. and BRANDT, Lawrence J.

2. Whittingham S, Mackay IR. Autoimmune gastritis: historical antecedents, outstanding discoveries and unresolved problems. Int Rev Immunol 2005; 24: 1-29.

3. Enrique Pastor, José Antonio Garrote, María Gabriela Uzcátegui. Chronic Atrophic Gastritis: Analysis and Genetic Basis in a Large Family. Quality in Primary Care (2016) 24 (4): 146-150

4. Ihamäki T, Kekki M, Varis K, Siurala M. Family patterns of antro- fundal gastritis. Acta Hepatogastroenterol (Stuttg). 1976 Sep-Oct;23(5):345-50.

5. Rodríguez C, Medici M, Mozzi F, Font de Valdez G. Therapeutic effect of Streptococcus thermophilus CRL 1190-fermented milk on chronic gastritis. World Journal of Gastroenterology, 2010; 16 (13).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

6. Mechanisms of gastric damage by non-steroidal anti-inflammatory drugs. Shorrock CJ, Rees WD. Scand J Rheumatol Suppl. 1989;78:5-11; discussion 30-2. Review.

7. Caffeine induces gastric acid secretion via bitter taste signaling in gastric parietal cells. Liszt KI, Ley JP, Lieder B, et al. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America. 2017;114(30):E6260-E6269.

8. Effect of caffeine on mucus secretion and agonist-dependent Ca2+ mobilization in human gastric mucus secreting cells, Biochimica et Biophysica Acta (BBA) - Molecular Cell Research, Eiji Hamada, Toshiaki Nakajima, Yasuo Hata, Hisanori Hazama, Kuniaki Iwasawa, Morio Takahashi, Shin-ichi Ota, Masao Omata, Volume 1356, Issue 2, 1997, Pages 198-206.