Beijo e abraço devem ser evitados contra coronavírus

Contato físico próximo facilita a transmissão do vírus e devem ser substituídos por outros gestos

Gestos cotidianos como um beijo e um abraço fazem parte da cultura brasileira - são maneiras de demonstrar afeto ou mesmo de nos cumprimentar. No entanto, com o avanço da pandemia do novo coronavírus no mundo, é preciso evitar o contato físico para combater a disseminação do vírus.

A COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), já tem 160 mil casos confirmados mundialmente e a primeira morte no Brasil foi reportada pela Secretaria de Saúde de São Paulo. Por isso, neste momento, é vital reforçar as orientações de especialistas em infectologia a respeito do contato físico.

Por que evitar contato físico?

O novo coronavírus já ficou conhecido como um "vírus social", uma vez que sua transmissão é muito facilitada pelo contato físico entre as pessoas. Por isso, um aperto de mãos ou um beijo no rosto, por exemplo, devem ser evitados para diminuir as chances do vírus se espalhar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo com o Ministério da Saúde, uma pessoa pode contrair o novo coronavírus através de três situações principais:

Dessa forma, a recomendação do chamado distanciamento social vem sendo amplamente divulgada pelos órgãos públicos de saúde. Isso porque, segundo o ministério, sem as medidas de prevenção básicas, os números de casos podem dobrar em poucos dias, o que pode levar a um colapso do sistema de saúde brasileiro.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Saiba tudo sobre o coronavírus

Gripe x coronavírus: saiba as diferenças e como se prevenir

Novo coronavírus: mitos e verdades sobre a doença Covid-19

Veja como se proteger do novo coronavírus

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)