Saiba a diferença entre quarentena e isolamento social

As duas medidas fazem parte do plano de prevenção do novo coronavírus, mas são aplicadas de formas distintas

Com a pandemia do novo coronavírus, debates sobre a necessidade de permanecer dentro de casa ficaram mais frequentes entre as pessoas. Artistas de diversos países têm usado as redes sociais para conscientizar a população sobre a importância de não irem às ruas.

Neste contexto, palavras como quarentena e isolamento se tornaram populares, sendo utilizadas com frequência em telejornais, por governantes e empresas. Mas o que elas realmente significam? Entenda a diferença entre essas duas formas de prevenção:

O que é quarentena

Através de uma nota divulgada pelo site do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde, explicou que a quarentena é uma medida restritiva para o trânsito de pessoas, que busca diminuir a velocidade de transmissão do coronavírus.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No geral, a quarentena costuma durar 40 dias, podendo ter seu prazo estendido, caso haja necessidade, como vem acontecendo. Locais como restaurantes e bares podem ser fechados durante esse período, evitando a aglomeração de pessoas.

Leonardo Sokolnik de Oliveira, professor de biomedicina da Universidade Santo Amaro (UNISA), conta que a quarentena possui força de lei, ou seja, caso não seja cumprida, é possível que se aplique punições como multa, por exemplo.

Isolamento: o que significa?

Diferente da quarentena, o isolamento social não é uma medida do governo. Sua ação é voluntária e, geralmente, é feita por um paciente infectado ou por alguém com suspeita de infecção pela doença COVID-19.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O objetivo do isolamento também é a prevenção da propagação do vírus. Normalmente, uma pessoa fica isolada em ambiente domiciliar por um período de 14 dias, tempo que leva para o novo coronavírus se manifestar no corpo.

Dependendo da evolução dos sintomas ou resultados laboratoriais, o período de isolamento pode ser estendido ou encurtado pelos médicos.

Como se prevenir do coronavírus

Os principais meios de propagação do coronavírus identificados até o momento se dão por meio das vias respiratórias, através de gotículas, tosse e fala de pessoas infectadas, por meio de contato com superfícies contaminadas e por contato físico direto, como apertos de mão.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Levando esses fatores em consideração, a fim de diminuir os casos de COVID-19, algumas medidas preventivas podem ser tomadas. De acordo com o Ministério da Saúde, algumas das principais delas são o uso de máscaras, distanciamento social, não compartilhamento de objetos pessoais e a ventilação dos ambientes. Evitar aglomerações é outra iniciativa importante no combate à pandemia.

A higienização correta das mãos também é uma das principais formas de prevenção contra o novo coronavírus - o que inclui a lavagem frequente com água e sabão, por pelo menos 20 segundos, e o uso de álcool em gel.

Além da quarentena, isolamento e demais medidas de prevenção, algumas ações previstas são a realização de exames médicos e laboratoriais, vacinação e tratamentos específicos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Veja também

Confira 15 maneiras de se proteger do coronavírus

Entenda quem corre mais risco de contrair o coronavírus

Entenda o que fazer em caso de suspeita de coronavírus

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)