PUBLICIDADE

Gastrite e hipocloridria: como identificar cada doença

O diagnóstico correto de doenças do sistema gastrointestinal ajuda na prevenção de complicações

Entre as condições que afetam o sistema gastrointestinal, a gastrite e a hipocloridria estão entre os diagnósticos mais recorrentes. Apesar de serem problemas diferentes, é comum que haja confusão por parte do paciente na hora de identificar o que está causando o incômodo nessa região.

Dessa forma, é importante reconhecer os sintomas para diagnosticar cada problema gastrointestinal, o que ajuda a direcionar o tratamento mais adequado, evitando o surgimento de outras complicações. Entenda a seguir as diferenças entre a gastrite e a hipocloridria:

O que é hipocloridria

A hipocloridria representa a produção insuficiente de ácido clorídrico pelo estômago, o que pode acarretar em uma alteração na absorção de vários nutrientes, gerando impacto no funcionamento da digestão e causando outros problemas de saúde, como o aumento de bactérias causadoras de infecções intestinais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo com André Augusto Pinto, cirurgião geral e bariátrico, essa condição é causada por diferentes fatores, como idade (já que a partir dos 65 anos as células gástricas tendem a produzir menos ácido clorídrico), estresse, uso de antiácidos, deficiência de zinco ou por uma infecção causada pela bactéria H. Pylori.

Os principais sintomas da hipocloridria são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diferenças entre gastrite e hipocloridria

Enquanto a hipocloridria impacta na produção de ácido na região estomacal, a gastrite é definida como uma inflamação do tecido que reveste o estômago, gerando uma sensação de queimação, indigestão e azia. Quando um médico suspeita desse quadro, é comum que sejam indicados exames como endoscopia, raio x e hemograma para realizar o diagnóstico.

Já no caso da hipocloridria, a análise médica é feita a partir da medição do pH gástrico, que normalmente está em torno de 3. Quando há a presença dessa condição, o potencial hidrogeniônico do estômago varia entre 3 e 5.

As duas condições também podem estar relacionadas, já que a hipocloridria é uma das possíveis causas da gastrite. "A falta de ácido clorídrico leva à má absorção das proteínas. Essa má digestão causa uma inflamação da parede do estômago, gerando a gastrite. Além disso, esse quadro pode piorar quando a bactéria H. Pylori se instala no estômago", explica André Augusto Pinto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamentos

O tratamento para ambas as condições será direcionado de acordo com o que está causando o problema. Normalmente, após o diagnóstico de gastrite, o paciente é orientado a parar de ingerir medicamentos que podem diminuir a quantidade de ácido no estômago, além de mudanças na alimentação, comendo a cada 3 horas e evitando refeições "pesadas".

Já para tratar a hipocloridria, é indicado que se encontre alternativas que possam interromper as causas da doença, como a diminuição do estresse, através da meditação e yoga, evitando o uso crônico de antiácidos e tratando distúrbios hormonais.

"O ácido clorídrico é fundamental para a absorção de vários nutrientes, principalmente as proteínas, ajudando no processo digestivo de carboidratos e destruindo os microrganismos nocivos do nosso organismo", explica o médico André Augusto Pinto. Portanto, ao sentir os sintomas de uma dessas doenças, procure ajuda profissional para receber o tratamento adequado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)